Tempo
|
A+ / A-

​Covid-19. Moedas garante que Lisboa vai duplicar capacidade de vacinação

30 nov, 2021 - 16:10 • Sandra Afonso, com redação

Autarca respondeu às críticas da oposição durante a inauguração do novo megacentro de vacinação no Parque das Nações.

A+ / A-

Veja também:


A capacidade de vacinação contra a Covid-19 vai duplicar em Lisboa com o novo megacentro no Parque das Nações, afirmou esta terça-feira o presidente da Câmara, Carlos Moedas.

O "maior centro de vacinação do país", que começa a funcionar na quarta-feira, vai ficar instalado na Feira Internacional de Lisboa (FIL), na zona oriental da cidade.

"Houve uma duplicação da capacidade. Tínhamos quatro centros a funcionar com capacidade para três mil utentes por dia. Agora, vamos ter seis mil utentes aqui no Parque das Nações e mil na Ajuda. A capacidade é completamente diferente”, declarou Carlos Moedas.

O presidente da Câmara de Lisboa falava na inauguração do novo megacentro de vacinação no Parque das Nações, onde respondeu às críticas da oposição camarária sobre a concentração do processo de vacinação na zona da Expo.

Os vereadores do PS na Câmara de Lisboa classificam como um "erro" concentrar a vacinação contra a covid-19 num grande centro no Parque das Nações e encerrar quase todos os restantes, exceto um, pedindo a reversão da medida.

Carlos Moedas rejeita as críticas. O presidente da Câmara de Lisboa lembra que a autarquia não teve escolha. O espaço ocupado anteriormente tinha sido cedido pela Universidade de Lisboa e tinha de ser devolvido.

A alternativa encontrada respondeu a uma necessidade: retirar as pessoas do frio e da chuva. Carlos Moedas lembra que “uma coisa é vacinar no verão, outra é no inverno”.

Outro problema levantado foi a acessibilidade. Ao concentrar a vacinação no Parque das Nações e na Ajuda, a maioria dos utentes terá de percorrer uma distância maior, mas a autarquia vai manter o transporte gratuito para quem precisar.

Os táxis gratuitos podem ser pedidos através do número 218 172 021.

Quem não tiver oportunidade de se deslocar ao centro do Parque das Nações, haverá uma equipa para vacinar os munícipes em casa.

O novo centro funciona no Pavilhão 4 da FIL. Vai ter 60 postos e uma capacidade para realizar até 9.000 inoculações contra a Covid-19 ou gripe por dia.

É um espaço retangular, tem cerca do dobro do tamanho de um pavilhão gimnodesportivo.

Está dividido em três partes. Na primeira os utentes fazem a inscrição inicial, na segunda aguardam a vacinação, em cubículos que ladeiam o espaço, à direita e à esquerda, e na última parte, a maior, é onde fazem os 30 minutos de recobro, e já estão junto ao outro extremo do retângulo e à saída.

Portugal regista esta terça-feira mais 11 mortes e 2.907 novos casos de Covid-19, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de internados em enfermarias e unidades de cuidados intensivos aumenta para 833. São mais 24 doentes em relação ao dia anterior. Não havia tantos internados desde 9 de agosto deste ano.

Desde a chegada da pandemia a Portugal, em março do ano passado, estão confirmadas 18.441 mortes, um milhão e 147 mil casos e um milhão e 75 mil recuperados.

[notícia atualizada às 17h21]

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+