Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Mais internados, 11 mortes e quase 3 mil novos casos de Covid-19

30 nov, 2021 - 14:38 • Ricardo Vieira, com Joana Bourgard

O número de internados em enfermarias e unidades de cuidados intensivos aumenta para 833, o pior registo desde 9 de agosto deste ano.

A+ / A-

Veja também:


Portugal regista esta terça-feira mais 11 mortes e 2.907 novos casos de Covid-19, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O número de internados em enfermarias e unidades de cuidados intensivos aumenta para 833. São mais 24 doentes em relação ao dia anterior. Não havia tantos internados desde 9 de agosto deste ano.

Em cuidados intensivos há 116 internados com Covid-19, mais cinco pacientes em comparação a segunda-feira.

O número de casos ativos desceu para 53.571 (menos 797) e há 3.693 pessoas recuperadas da Covid-19.


Desde a chegada da pandemia a Portugal, em março do ano passado, estão confirmadas 18.441 mortes, um milhão e 147 mil casos e um milhão e 75 mil recuperados.

Numa análise por regiões, Lisboa e Vale do Tejo regista esta terça-feira cinco mortes e 921 novos casos.

O Norte tem uma morte e 964 novas infeções, o Centro dois óbitos e 629 infeções, o Alentejo um morto e 103 casos e o Algarve duas mortes e 166 infeções.

Nas regiões autónomas, a Madeira tem mais 102 casos e os Açores 22.

Portugal continua no lado vermelho da matriz de risco, que tem como indicadores a taxa de incidência e o índice de transmissibilidade (Rt).

A taxa de incidência nacional é de 325,9 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes e no continente é de 327,5 casos.

O Rt nacional é de 1,17 e no continente é de 1,18.

Evolução da Covid-19 em Portugal

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+