Tempo
|
A+ / A-

Enfermeiros. Centros Covid-19 devem ajudar na vacinação da gripe

07 set, 2021 - 23:00 • João Malheiro

Ana Rita Cavaco critica ainda a comunicação do Governo e reinvindica um subsídio de risco para a profissão.

A+ / A-

A Ordem dos Enfermeiros (OE) defende que os centros de vacinação contra a Covid-19 se mantenham no ativo para a campanha de vacinação contra a gripe.

A bastonária da OE, Ana Rita Cavaco, disse, à Renascença, esta terça-feira, que os centros de vacinação devem continuar ativos, ao contrário do que está planeado, depois do país ter atingido os 85% de população completamente vacinada contra a Covid-19.

"A pandemia não acabou. Isso é visível pelo número de casos e número de mortes diários. Portanto, devíamos aproveitar esses centros de vacinação e não desativá-los, para fazermos a vacinação da gripe com muito mais segurança e conforto", afirma.

Ana Rita Cavaco esclarece ainda que acredita que os centros de vacinação podiam ter "corredores dedicados à Covid-19 e outros à gripe", garantindo a execução dos dois planos de vacinação.

A Bastonária da OE critica ainda a falta de comunicação do Governo e da DGS, depois de ter sido divulgado esta terça-feira que quase oito mil enfermeiros foram infetados por Covid-19.

"Tínhamos pedido estes números em março deste ano e só recebemos resposta agora. Não sei se é da DGS ou do próprio Governo, mas é a questão da comunicação. Tem de ser transparente e verdadeira, mas nunca houve diferenciação entre os diferentes profissionais de saúde", aponta, à Renascença.

Ana Rita Cavaco reinvindicou ainda um subsídio de risco para a profissão de enfermeiro, que devia existir independentemente de haver pandemia ou não.

"Os enfermeiros são uma profissão de risco. Estão expostos a várias doenças contagiosas. Já fomos considerados de risco, até a carreira ter sido alterada. O que se impõe é que os enfermeiros tenham um subsídio de risco equivalente à das forças de segurança. Algo estável, mensal e que dure para sempre", defende.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+