Tempo
|
A+ / A-

SEF. Adesão à greve ronda os 100% e volta a provocar atrasos

16 ago, 2021 - 13:16 • Redação

No domingo, a greve dos inspetores do SEF provocou atrasos de quatro horas no aeroporto de Lisboa.

A+ / A-

Pelo terceiro dia consecutivo, não está fácil viajar para os passageiros nos aeroportos nacionais, sobretudo os que viajam de e para países fora do espaço Schengen.

Os inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) protestam contra a anunciada extinção da força e, com esta greve, tentam uma vez mais obter respostas do Governo sobre o que lhes irá acontecer num futuro próximo.

À Renascença, presidente do Sindicato dos Inspetores de Investigação, Fiscalização e Fronteiras, Henrique Mendonça, diz que a greve tem rondado os 100% de adesão.

"Era expectável que era a formação de filas de espera junto dos passageiros que chegam e saem para fora do espaço Schengen. Quanto à adesão da greve, em Lisboa, que é o sítio onde se esperava maior impacto, à exceção de um dos turnos em que a greve ronda os 95%, todos os outros nestes três dias têm tido uma adesão de 100%", disse Henrique Mendonça.

A Renascença já solicitou ao SEF dados oficiais sobre a adesão à greve, mas ainda não obteve uma resposta.

A paralisação afeta todos os postos de fronteira do país até ao final de agosto, sendo que se faz em horários alternados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+