Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Conselho de Ministros

"Bazuca" para o Turismo dá prioridade à acessibilidade aérea e à mobilidade

20 mai, 2021 - 20:25 • Ana Carrilho

Plano do Governo, aprovado em Conselho de Ministros, vai ser apresentado esta sexta-feira e pretende posicionar o país como “um destino internacionalmente reconhecido pelos seus elevados padrões de sustentabilidade e de coesão territorial e social”.

A+ / A-

O Governo vai apresentar esta sexta-feira o plano para estimular a economia e a atividade turística, que foi aprovado esta quinta-feira em Conselho de Ministros.

Segundo o comunicado do Conselho de Ministros, a estratégia “Reativar o Turismo, Construir o Futuro”, aponta como prioridades a acessibilidade aérea e a mobilidade, consideradas “áreas fundamentais para a competitividade do destino Portugal”.

O plano assenta em quatro pilares: apoiar as empresas, fomentar a segurança, gerar negócio e construir o futuro. O objetivo é criar mais valor, aumentar o PIB – Produto Interno Bruto - e fazer uma distribuição mais justa da riqueza.

O comunicado refere ainda que o Plano pretende posicionar o país como “um destino internacionalmente reconhecido pelos seus elevados padrões de sustentabilidade e de coesão territorial e social”.

Com o plano “Reativar o Turismo, Construir o Futuro”, o Executivo quer superar os objetivos e metas de sustentabilidade definidos na Estratégia para o Turismo 2027, “promovendo o turismo ao longo de todo o ano e em todo o território, com respostas estruturadas que consigam mitigar os efeitos da pandemia”.

Atingir 80 milhões de dormidas e mais de 26 mil milhões de euros de receita até 2027 foram as metas fixadas pela Estratégia, mas o ano passado a pandemia quebrou a evolução muito positiva dos anos anteriores.

Em 2020, as dormidas caíram 63% para 26 milhões e as receitas tiveram uma quebra de quase 60%, não atingindo sequer os 8 mil milhões de euros.

As medidas concretas, os valores envolvidos e as formas de financiamento vão ser anunciadas esta sexta-feira pelo Ministro Pedro Siza Vieira na Estação Sul e Sueste, acabada de renovar para ser o novo Terminal de Cruzeiros no rio Tejo.

Uma das medidas a anunciar deverá ser o IVAucher, um estímulo à procura que dará aos clientes a possibilidade de descontar em novas compras no setor o valor do IVA pago na restauração, alojamento e eventos culturais.

Entretanto, em entrevista recente ao Dinheiro Vivo, a Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, “levantou a ponta do véu”, dizendo que um dos eixos centrais será, a curto prazo, a recapitalização das empresas.

Também deverá incluir uma solução para as moratórias. Além disso, deverão ser feitas campanhas de promoção internacionais e adotar medidas, nomeadamente a nível sanitário, que inspirem confiança nos consumidores.

No comentário habitual de domingo à noite na TVI, o antigo ministro Paulo Portas avançou que o governo estava a preparar uma “bazuca” para o setor, na ordem dos 6,9 mil milhões de euros e que abrange todos as áreas lingadas ao turismo: hotelaria, restauração, animação turística, rent-a-car, entre outras.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+