Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

​Desvios “inadmissíveis” ao plano de vacinação terão “sanções ao nível disciplinar e criminal”

01 fev, 2021 - 16:28 • Redação

Secretário de Estado da Saúde promete "tolerância zero" para quem "furar" fila para a vacina. Para o caso de sobrarem doses de vacinas, o grupo de trabalho tem “reforçado as suas orientações” para que sejam criadas listas suplementares de pessoas a vacinar.

A+ / A-

Veja também:


Os casos de fraude e desvio ao plano de vacinação contra a Covid-19 “terão sanções, quer ao nível disciplinar e criminal”, avisa o secretário de Estado adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales.

A Inspeção-Geral de Atividades em Saúde (IGAS) vai iniciar esta semana auditorias de âmbito nacional, disse o governante aos jornalistas, à margem de uma visita ao Hospital de Faro.

“Todos os desvios aos critérios de priorização de vacinação serão com certeza inadmissíveis, sejam eles de quem forem e onde forem”, avisa António Lacerda Sales, que promete "tolerância zero".

O secretário de Estado admite que “há procedimentos que terão sanções, quer ao nível disciplinar e criminal, se em sede de inquérito tal se provar”.

“É muito útil que a IGAS possa promover estas auditorias de âmbito nacional, porque isso será uma grande ajuda para a credibilização e confiança que o processo de vacinação tem que dar aos portugueses”, sublinha.

Para o caso de sobrarem doses de vacinas, o grupo de trabalho que preparou o plano de vacinação contra a Covid-19 tem “reforçado as suas orientações” para que sejam criadas listas suplementares de pessoas a vacinar, cumprindo os critérios e prioridades definidas, refere o governante.

Lacerda Sales considera que o processo de vacinação “tem corrido, na generalidade, bem” e diz que vai andando ao ritmo da chegada dos fármacos a Portugal. Até esta segunda-feira, tinham sido administradas mais de 338 mil doses.

Em relação à nova vacina da AstraZeneca, o secretário de Estado adianta que as autoridades de saúde nacionais ainda estão a ponderar se vai ser administradas a maiores de 65 anos.

“Ainda estamos a estudar e a ponderar. Essa é uma matéria ainda de discussão mesmo a nível internacional. Adequaremos àquilo que é a melhor evidência científica. Se se vier a comprovar que essa vacinação é preferível em pessoas com menos de 65 anos, assim faremos”, explica Lacerda Sales.

Espanha ofereceu esta segunda-feira ajuda a Portugal para enfrentar a falta de meios hospitalares no quadro da pandemia de covid-19.

O secretário de Estado da Saúde diz que, neste momento, o Governo está a "ponderar a possibilidade de ser ou não necessário" recorrer aos mecanismos de cooperação internacional.

"Em relação a março, duplicamos capacidade de ventilação mecânica, temos mais de dois mil ventiladores. Estamos a utilizar mais de 1.100 camas afetas a Covid. Neste momento, temos que utilizar a nossa capacidade e é isso que estamos a fazer em unidades de cuidados intensivos e nas enfermarias", afirma Lacerda Sales.

Covid-19 por regiões

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    01 fev, 2021 Lisboa 17:59
    "Terão..." Diz o Lacerda-dos-alimentos-leves. Isso quer dizer que os oportunistas batoteiros que furaram as prioridades e se vacinaram até aqui, vão ficar impunes ou simplesmente sofrer "censura social". É isso? Todos percebemos que a função do governo não é fácil, embora eles próprios pareçam querer torná-la mais difícil ainda, mas já repararam que para os nossos governantes é "criminoso" criticar o Governo? Que fazer oposição é fazer política "com mortos"? Que quem desvia vacinas é desculpado, e quem censura esse crime votou no André Ventura? Mas está tudo doido no governo, ou quê?

Destaques V+