A+ / A-

Trump considerado culpado no caso Stormy Daniels

30 mai, 2024 - 21:44 • Ricardo Vieira

A sentença vai ser conhecida no dia 11 de julho. Donald Trump está na corrida à presidência dos Estados Unidos.

A+ / A-

Donald Trump foi considerado culpado de todos os 34 crimes no caso que envolve pagamentos à atriz de filmes pornográficos Stormy Daniels.

Os jurados do processo que sentou o ex-presidente dos Estados Unidos, de 77 anos, no banco dos réus chegaram esta quinta-feira a um veredito final.

A sentença de Donald Trump vai ser conhecida no dia 11 de julho.

Em declarações à saída do Tribunal de Manhattan, em Nova Iorque, Trump disse que o julgamento foi uma fraude.

Declarou que o verdadeiro veredito vai acontecer nas eleições presidenciais de 5 de novembro deste ano, que que será o candidato do Partido República.

“Este julgamento está falseado e é uma desgraça. O verdadeiro veredito vai ser no dia 5 de novembro pelo povo”, declarou Donald Trump.

"Não fizemos nada de mal. Sou um homem inocente. Estou a lutar pelo país e pela Constituição", sublinhou o empresário.

Na reação após ser considerado culpado no caso Stormy Daniels, Donald Trump responsabilizou o Presidente norte-americano, Joe Biden.

"Isto é obra da Administração Biden para afastar um adversário. Vamos lutar até ao fim. Não temos um país unido, temos confusão e divisão", atirou Trump.

O magnata estava acusado de falsificar documentos de forma a encobrir um suborno pago à estrela de filmes para adultos Stormy Daniels, pouco antes da eleição presidencial de 2016.

O pagamento teria como objetivo silenciar a atriz relativamente a um encontro de natureza sexual que os dois mantiveram dez anos antes.

Trump nega ter autorizado o pagamento e ter mantido relações sexuais com Stormy Daniels.

O antigo presidente negou qualquer irregularidade e classificou o julgamento como uma "fraude" que visa prejudicar a sua candidatura à presidência dos EUA, em novembro.

Após ser conhecido o veredito do caso Stormy Daniels, o atual Presidente norte-americano, Joe Biden, disse que a única maneira de impedir que Donald Trump regresse à Casa Branca é através do voto nas eleições de 5 de novembro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+