A+ / A-

EUA atacam alvos no Iraque e na Síria

02 fev, 2024 - 21:37 • Ricardo Vieira

Os bombardeamentos são a resposta ao ataque de domingo, que matou três militares norte-americanos.

A+ / A-

Os Estados Unidos atacaram esta sexta-feira cerca de 90 alvos no Iraque e na Síria.

Os bombardeamentos são a resposta ao ataque com "drones" de domingo, na Jordânia, que matou três militares norte-americanos e provocou 40 feridos.

No ataque estiveram envolvidos aviões bombardeiros de longo curso que partiram de bases nos EUA, avança o Comando Central dos Estados Unidos, citado pela BBC.

Os alvos da ação dos Estados Unidos são grupos armados apoiados pelo Irão, que operação no Iraque e na Síria, avançam fontes militares à estação CBS News.

Mais de 125 mísseis foram utilizados contra instalações do Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica do Irão (IRGC) e outros grupos aliados.

As bombas norte-americanas visaram centros de comando e de operações, centros de inteligência, paióis de armamento e instalações de logística.

"Quem fizer mal à América, terá resposta"

O Presidente norte-americano, Joe Biden, disse esta sexta-feira ter ordenado os ataques no Iraque e na Síria e que a resposta dos EUA vai continuar.

"A nossa resposta começou hoje. Vai prosseguir quando e onde decidirmos", frisou Biden, em comunicado.

O líder norte-americano garante que o seu país "não quer conflitos no Médio Oriente ou em qualquer parte do mundo", mas "quem fizer mal à América, terá resposta".

No dia do ataque contra uma base norte-americana na Jordânia, Joe Biden, atribuiu o ataque a grupos de milícias apoiados pelo Irão.

Joe Biden avisou que os Estados Unidos "responsabilizarão todos os responsáveis no momento e da maneira que for escolhida".

Em todo o caso, defendeu que não deve haver uma "guerra mais ampla" no Médio Oriente, depois de as tensões terem aumentado após o início do conflito entre Israel e o Hamas.

As tropas norte-americanas há muito que utilizam a Jordânia como base militar. Cerca de três mil soldados norte-americanos estão normalmente estacionados na Jordânia.

Desde o início da guerra de Israel contra o Hamas na Faixa de Gaza, em outubro, que as tropas norte-americanas no Iraque e na Síria têm enfrentado ataques de drones e mísseis às suas bases.

O ataque à Jordânia foi o primeiro que tem como alvo as tropas norte-americanas na Jordânia durante a guerra.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+