Tempo
|
A+ / A-

Nagorno-Karabakh

Parlamento Europeu expressa "apoio incondicional" à soberania arménia

17 out, 2023 - 15:16 • Lusa

Roberta Metsola demonstra a solidariedade da UE e garante facilitar o diálogo entre a Arménia e o Azerbaijão.

A+ / A-

A presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, transmitiu esta terça-feira ao primeiro-ministro da Arménia o "apoio incondicional" da União Europeia à soberania do país, um mês após o ataque do Azerbaijão à região separatista de Nagorno-Karabakh.

"Quero sublinhar o nosso apoio incondicional à independência, soberania, integridade territorial e inviolabilidade das fronteiras da Arménia", declarou Metsola, numa declaração à imprensa em Estrasburgo, antes de o chefe do Governo arménio, Nikol Pashinyan, intervir na sessão plenária do Parlamento Europeu.

A responsável apelou à retoma das negociações entre Arménia e Azerbaijão "em todos os assuntos pendentes tendo em vista a conclusão de um tratado de paz".

"Estamos comprometidos com os esforços para a normalização das relações entre a Arménia e Azerbaijão, baseadas no mútuo reconhecimento da soberania, inviolabilidade das fronteiras e integridade" dos dois países, disse Metsola.

O foco da União Europeia (UE), acrescentou, é que "sejam retomadas conversações de paz honestas e justas", assinalando o compromisso dos 27 em "facilitar o diálogo, com o apoio do representante especial da UE".

Depois de deplorar o ataque a Nagorno-Karabakh pelas autoridades azeris, entre 19 e 20 de setembro, que acabou com a capitulação das autoridades políticas e do exército do território, internacionalmente reconhecido como parte do Azerbaijão mas até há pouco tempo povoado por arménios, Roberta Metsola garantiu que a Europa "vai continuar a ajudar" a Arménia a lidar com a situação, nomeadamente com o fluxo de mais de 100.000 arménios refugiados e a sua reintegração no país.

"Apelamos ao respeito dos direitos e segurança dos arménios em Nagorno-Karabakh", pediu.

"A vizinhança europeia está mais volátil e insegura que nunca. Guerra, conflito e instabilidade são agora realidades à nossa volta. A Arménia é um parceiro vital para nós", afirmou Roberta Metsola, que aplaudiu as "reformas democráticas" empreendidas pelo primeiro-ministro arménio desde 2018.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+