Tempo
|
A+ / A-

Greve dos guionistas

Suspensas negociações entre produtores e atores de Hollywood

12 out, 2023 - 09:13 • Lusa

Associação dos Produtores de Cinema e Televisão acusa atores de fazerem exigências excessivas.

A+ / A-

Os atores e os responsáveis pelos estúdios de Hollywood suspenderam na quarta-feira as negociações, o que poderá significar um novo adiamento na retoma da produção de filmes e séries, após longos meses de greve, foi esta quinta-feira divulgado em comunicado.

O anúncio sobre a suspensão das negociações aconteceu depois de, na quarta-feira, os responsáveis de estúdios e plataformas como Disney e Netflix terem estado reunidos com representantes do sindicato Screen Actors Guild-American Federation of Television and Radio Artists (SAG-AFTRA) que defende os interesses de 160 mil atores, duplos, dançarinos e outros profissionais do cinema.

Mas em comunicado na quarta-feira, os estúdios, representados pela Associação dos Produtores de Cinema e Televisão (AMPTP), anunciaram que o processo negocial foi interrompido.

"Após discussões sérias, ficou claro que a lacuna entre as posições da AMPTP e as da SAG-AFTRA é muito grande, e estas discussões já não nos fazem avançar de forma frutífera", foi descrito.

A AMPTP acusou os atores de fazerem exigências excessivas, incluindo uma partilha das receitas provenientes da distribuição de obras em plataformas de 'streaming' que "custariam mais de 800 milhões de dólares por ano".

A AMPTP acusou os atores de fazerem exigências excessivas, incluindo uma partilha das receitas provenientes da distribuição de obras em plataformas de 'streaming' que "custariam mais de 800 milhões de dólares por ano".

Para os estúdios este é um "fardo financeiro insustentável".

Também acusaram o sindicato SAG-AFTRA de rejeitar os aumentos salariais já negociados com os argumentistas.

"Esperemos que a SAG-AFTRA reveja as suas posições e regresse rapidamente às negociações", afirmaram os estúdios de Hollywood.

No mês passado, a AMTP chegou a um acordo salarial com outra corporação, a dos argumentistas de Hollywood, que pôs fim a uma greve que durou quase cinco meses.

O sindicato SAG-AFTRA não reagiu às declarações da associação de produtores.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+