Tempo
|
A+ / A-

Guerra Israel-Hamas

U2 muda letra de canção em homenagem às vítimas do festival atacado pelo Hamas

10 out, 2023 - 13:33 • Redação

A banda alterou a letra de uma música, dedicando-a às “Estrelas de David”. Veja o momento.

A+ / A-

Os U2 surpreenderam quem foi assistir ao concerto em Las Vegas, no The Sphere, este domingo à noite. A banda irlandesa prestou homenagem a quem não sobreviveu ao ataque do Hamas no festival SuperNova, em Israel, que fez pelo menos 260 mortos.

Bono, vocalista da banda, admitiu que “à luz do que aconteceu em Israel e em Gaza, uma canção sobre a não-violência parece um tanto ridícula, mas as nossas orações sempre foram pela paz e pela não-violência".

O artista convidou o público a cantar uma das músicas mais conhecidas dos U2: Pride (In the Name of Love). A música é inspirada no assasinato de Martin Luther King Jr., a quatro de abril de 1968 e também em outras pessoas que foram ativistas pela paz, como John Lennon ou Ghandi.

Na música original, dedicada ao líder dos direitos civis dos EUA, ouve-se: “Na manhã seguinte, 4 de abril, um tiro ressoa no céu de Memphis. Finalmente livres, eles tiraram a sua vida, eles não conseguiram tirar o seu orgulho.”

Já neste concerto, o cantor ajustou a letra da música para: “De manhã cedo, 7 de outubro, o sol está a nascer no céu do deserto. Estrelas de David, eles tiraram-lhes a vida, mas não conseguiram tirar-lhes o orgulho.”

A festa no deserto, perto da Faixa de Gaza, começou pouco depois do feriado religioso Sucot. Na madrugada de sábado, quando o Hamas deu início a uma ofensiva armada contra Israel por ar e terra, foi invadida pelo grupo de militantes islâmicos.

Os tiros confundiram-se com a batida da música e, rapidamente, vários elementos do Hamas invadiram o terreno do festival disparando em todas as direções.

Até agora, foram encontrados pelo menos 260 corpos no recinto do festival. Mais de 100 jovens estão também desaparecidos, suspeitando-se que estejam reféns do Hamas.

Os U2 já têm por hábito falar sobre questões da atualidade durante os seus concertos, utilizando a sua notoriedade como plataforma para alertar para acontecimentos como a guerra em curso no Médio Oriente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+