Tempo
|
A+ / A-

Vacinas contra Covid-19 valem Nobel da Medicina a dois cientistas

02 out, 2023 - 10:48 • Redação

A investigadora húngara Katalin Karikó e ao norte-americano Drew Weissman são os vencedores.

A+ / A-

O prémio Nobel da Medicina 2023 vai para Katalin Karikó e Drew Weissman, que permitiram o desenvolvimento de vacinas eficazes de mRNA contra a covid-19.

O prémio foi esta segunda-feira anunciado em Estocolmo, na Suécia, pelo Comité do Prémio Nobel no Instituto Karolinsk.

Segundo a Real Academia das Ciências da Suécia, "as descobertas dos dois laureados com o Nobel foram fundamentais para o desenvolvimento de vacinas de mRNA eficazes contra a COVID-19 durante a pandemia que começou no início de 2020", adianta.

"Através das suas descobertas inovadoras, que mudaram fundamentalmente a nossa compreensão de como o mRNA interage com o nosso sistema imunitário, os laureados contribuíram à taxa sem precedentes de desenvolvimento de vacinas durante uma das maiores ameaças à saúde humana nos tempos modernos", destaca em comunicado.

Os dois investigadores descobriram que "as células in virto reconheciam o mRNA de substâncias externas, o que levava à ativação e libertação de moléculas de sinalização inflamatória”.

"A descoberta de Karikó e Weissman foi fundamental para tornar a plataforma da vacina de mRNA adequada para uso clínico num momento em que era mais necessária, tornando-a uma contribuição extraordinária para a medicina e abrindo caminho para futuras aplicações de mRNA", refere outro comunicado.

Através da rede social X, a página do prémio Nobel parabeniza os dois investigadores que "levaram à aprovação de duas vacinas contra a COVID-19 baseadas em mRNA de grande sucesso no final de 2020. As vacinas salvaram milhões de vidas e preveniram doenças graves em muitas mais".

No último ano, o prémio foi entregue ao biólogo sueco Svante Pääbo pelas descobertas no genoma de hominídeos extintos e evolução humana.

O prémio, que já foi entregue a 225 pessoas, marca o arranque dos prémios de 2023 dos Nobel. Ao longo da semana serão ainda divulgados os laureados com o Nobel da Física (na terça), da Química (na quarta-feira), da Literatura (na quinta-feira) e da Paz (na sexta-feira). O último prémio, das Ciências Económicas, é divulgada para 9 de outubro.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+