Tempo
|
A+ / A-

Combates no ​Sudão fazem dezenas de mortos

16 abr, 2023 - 09:08 • Ricardo Vieira, com agências

Luta pelo poder entre o Exército e grupo paramilitar.

A+ / A-

Veja também:


Pelo menos 56 civis morreram e 600 ficaram feridos desde sábado, no Sudão, em resultado dos combates entre o Exército e o grupo paramilitar Forças de Apoio Rápido (RSF).

Três funcionários do Programa Alimentar Mundial (PAM), das Nações Unidas, foram mortos em confrontos registados na base militar de Kabkabiya, na região Oeste do país.

Dezenas de militares também foram mortos, segundo fontes médicas citadas pelas agências internacionais.

Os combates no Sudão opõem as unidades do Exército leais ao líder do Sudão, o general Abdel Fattah al-Burhan, e o vice-líder Mohamed Hamdan Dagalo, que comanda o grupo paramilitar RSF, também conhecido como Hemedti.

O RSF promete continuar a lutar até conquistar todas as bases militares do país.

Na resposta, as forças armadas sudanesas descartam negociações até à dissolução do grupo paramilitar.

Tópicos
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+