Tempo
|
A+ / A-

Explosão em São Petersburgo foi "ato terrorista" da Ucrânia, acusa o Presidente do Parlamento russo

04 abr, 2023 - 10:44 • André Rodrigues com Reuters

Vyacheslav Volodin acusa ainda os líderes dos EUA, França e Alemanha de terem "o sangue dos mortos e dos feridos" nas suas mãos ao apoiarem Kiev.

A+ / A-

O Presidente da Duma, o Parlamento da Rússia, acusa Kiev de ter cometido um "ato terrorista", relativamente à explosão que vitimou um blogger pró-Putin em São Petersburgo.

Para Vyacheslav Volodin, o "apoio de Washington e de Bruxelas às autoridades de Kiev levou à criação de um Estado terrorista no centro da Europa".

"O sangue dos mortos e dos feridos está nas mãos de Biden [Presidente dos EUA], Macron [Presidente da França], Scholz [Chanceler alemão] e de outros chefes de Estado que apoiam o regime de Zelensky", escreveu, na rede social Telegram.

Entretanto, esta terça-feira, Daria Trepova, suspeita de envolvimento no atentado num café em São Petersburgo, vai ser ouvida num tribunal em Moscovo. A mulher de 25 anos terá entregue uma estatueta armadilhada a Vladlen Tatarsky.

Num vídeo divulgado esta segunda-feira pelas autoridades russas, Trepova confessa ter entregado um busto. No entanto, no mesmo excerto, não adianta se sabia que a estatueta continha explosivos, ou se ia acontecer um atentado, nem admitiu qualquer envolvimento.

A explosão, no passado domingo, não só vitimou o ex-militar, como fez 16 feridos, de acordo com os média russos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    04 abr, 2023 Lisboa 15:28
    A Finlândia entrou hoje para a NATO. A Suécia entrará antes do Verão. A Ucrânia, entra para a UE em 3 anos e para a NATO em menos de 10. Até lá, por via das entregas de armamento que afinal não vão diminuir mesmo que Washington mude de mãos - e mesmo que assim não fosse, a industria bélica Sueca minorava em grande parte a falta de armamento vindo da América - tem um exército com treino e equipamento Ocidental que é dos melhores da Europa, e ainda vos vai dar muita água pela barba, sendo que a conquista, está fora de causa... Parece-me que já percebi de onde vêm as tuas insónias...

Destaques V+