Tempo
|
A+ / A-

Costa oferece a Zelensky fotografia de mural de Vhils em Kiev

09 fev, 2023 - 22:00 • Filipa Ribeiro , enviada da Renascença a Bruxelas

No encontro desta tarde em Bruxelas, o primeiro-ministro ofereceu a fotografia do mural feito em Kiev pelo artista português Vhils a Volodymyr Zelensky. Em causa o retrato de um homem que morreu em 2014 numa manifestação na Ucrânia, onde era defendido um futuro na União Europeia.

A+ / A-

O primeiro-ministro português, António Costa, conversou esta quinta-feira com o Presidente ucraniano e ofereceu um presente cheio de simbolismo a Volodymyr Zelensky.

Apesar de no encontro, que aconteceu à margem do Conselho Europeu extraordinário, terem participado também os líderes da Bélgica, Malta, Irlanda, Luxemburgo e Lituânia, António Costa teve a oportunidade de transmitir o apoio português e ainda oferecer um “miminho”.

Trata-se de uma fotografia do mural do artista português Vhils que está em Kiev. O mural representa Serhiy Nigoyan, um homem que morreu em 2014 durante as manifestações na Ucrânia que pediam a dignidade do país incluindo a possibilidade de uma entrada na União Europeia.

Não é confirmado qual a intenção por detrás desta oferta, por se tratar de uma fotografia de um mural que Volodymyr Zelensky tem na própria cidade e que surge numa altura em que a Ucrânia está em processo de ser integrada no bloco europeu.

Costa quer a Ucrânia na UE, mas...

O primeiro-ministro português diz apoiar a entrada da Ucrânia na União Europeia. Ainda esta quinta-feira, no encontro com Volodymyr Zelensky, António Costa confirmou o apoio de Portugal, no entanto, há sempre um “mas”.

António Costa defende que, antes da entrada da Ucrânia, a União Europeia deve fazer uma série de alterações. O primeiro-ministro quer que a União Europeia se prepare para acolher um país da dimensão da Ucrânia. “A UE deve preparar-se do ponto de vista da sua arquitetura e capacidade orçamental para que estes processos sejam de sucesso”, disse esta manhã à chegada ao Conselho Europeu.

A Volodymyr Zelensky, o primeiro-ministro confirmou que está de acordo com a entradas, mas que é um caminho que vai depender da preparação que está a ser feita pela União Europeia.

O momento em que Zelensky se emocionou no Parlamento Europeu
O momento em que Zelensky se emocionou no Parlamento Europeu

Conselho Europeu quer acelerar entrada da Ucrânia

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, disse esta quinta-feira no final dos primeiros trabalhos do Conselho Europeu que se responsabilizava a título próprio de garantir que até ao verão ocorrem avanços no processo de entrada da Ucrânia na União Europeia.

Charles Michel confessou estar impressionado com as reformas que a Ucrânia tem feito para conseguir que a inclusão se realize.

Também a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse estar impressionada com os esforços de Kiev e a presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, insistiu que devem ser tomadas ações para acelerar o processo.

A entrada do país na União Europeia foi um dos temas mais conversados esta quinta-feira no edifício Europa, onde decorre o encontro de chefes de Estado de Governo para a UE. Os líderes europeus, pela primeira vez, receberam Volodymyr Zelensky no Conselho Europeu. Todos mostraram ter vontade que a Ucrânia passe a ser membro e que os 27 passem a 28.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+