Tempo
|
A+ / A-

EUA

Quanto ainda vale Trump? "É difícil dizer que não tem hipóteses de sucesso"

15 nov, 2022 - 19:10 • Pedro Mesquita com Redação

Ana Maria Evans destaca que há "uma grande clivagem" entre o que são as figuras de topo do Partido Republicano, que estão a tentar afastar-se de Trump, e as bases , "que continuam a ser leais ao ex-presidente".

A+ / A-
Ana Maria Evans sobre as hipóteses políticas de Donald Trump
Ana Maria Evans sobre as hipóteses políticas de Donald Trump

Ana Maria Evans, professora da licenciatura de "Filosofia, Política e Economia" da Universidade Católica, diz que "é difícil dizer" que Donald Trump "não tem hipóteses de sucesso", se se recandidatar à Presidência dos Estados Unidos da América (EUA).

No dia em que Donald Trump prometeu fazer "um anúncio importante", a Renascença perguntou à especialista, doutorada em Washington, quanto vale neste momento Donald Trump e se teria ainda capacidade para ter sucesso político.

"Trump é uma pessoa que já nos foi surpreendendo ao longo dos anos. Portanto, não é muito fácil medir o valor neste momento", reitera.

Ana Maria Evans destaca que há "uma grande clivagem" entre as figuras de topo do Partido Republicano, que estão a tentar afastar-se de Trump, e as bases do partido, "que continuam a ser leais ao ex-presidente".

"Há sete anos, Trump era alguém que estava muito fora do sistema eleitoral e, mesmo assim, conseguiu romper e chegar ao que queria", recorda.

Já sobre um eventual anúncio de candidatura de Ron DeSantis, que acaba de ser reeleito governador da Flórida, a professora da Universidade Católica diz que por agora, "poderá haver uma estratégia de espera e deixar que a poeira assente".

"Em termos estratégicos, não é o momento ideal para o Partido Republicano. DeSantis tem que angariar apoios sem margem de dúvida muito fortes, perante um rival tão violento e assertivo como Trump", realça.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+