Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Corpo de José Eduardo dos Santos chega esta tarde a Angola

20 ago, 2022 - 10:38 • Redação com Lusa

O antigo líder, que governou Angola de 1979 a 2017, morreu a 8 de julho, com 79 anos, em Barcelona.

A+ / A-

O governo angolano confirma que o corpo de José Eduardo dos Santos, ex-Presidente de Angola, chega este sábado à tarde ao país. A notícia está a ser avançada pelo Jornal de Angola, que cita o Governo de Luanda.

De acordo com um comunicado da Comissão para a Organização da Cerimónia Fúnebre enviado hoje ao Jornal de Angola, "a data e o programa das exéquias serão oportunamente comunicados”

Mas a SIC Notícias tem informações de que o funeral poderá ocorrer dia 29 de agosto, depois das eleições angolana.

Ao início da manhã foi divulgado que o tribunal de Barcelona tinha aceite o recurso interposto pela filha Tchizé dos Santos, com o objetivo de impugnar a saída dos restos mortais do ex-Presidente de Angola de Espanha.

A filha do antigo Presidente de Angola tinha ameaçado, na quinta-feira, recorrer ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, se a Justiça espanhola não recuasse na decisão sobre a entrega do cadáver à ex-mulher.

Filhos mais velhos desconheciam entrega de corpo

Cinco filhos do ex-presidente de Angola José Eduardo dos Santos desconheciam que o corpo do pai tinha já sido entregue à viúva e ponderam queixar-se ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, disse, este sábado, a advogada que os representa.
A advogada de uma das filhas, Tchizé dos Santos, que disputava na justiça espanhola a custódia do corpo com Ana Paula dos Santos, antiga mulher de José Eduardo dos Santos, disse à Lusa que desconhecia a entrega do corpo a umas das partes, que havia ainda recursos por decidir em tribunal, embora não tivessem efeitos suspensivos, e que não houve qualquer notificação judicial.
"Alguma coisa aconteceu. Uma das partes não ter conhecimento disto é estranho, para qualificar a situação de alguma forma", disse a advogada Carmen Varela.
A advogada disse estar a trabalhar "num comunicado" e a falar com Tchizé dos Santos, mas que seguramente haverá uma queixa ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos por parte dos cinco filhos mais velhos, que ficaram assim impedidos de, pelo menos, "se despedir" do pai em Barcelona.
José Eduardo dos Santos, que governou Angola de 1979 a 2017, morreu a 8 de julho, com 79 anos, em Barcelona, onde passou a maior parte do tempo nos últimos cinco anos.

Duas fações da família dos Santos disputam na justiça quem ficará com a guarda do corpo: De um lado, está Tchizé dos Santos e os irmãos mais velhos, que se opõem à entrega dos restos mortais à ex-primeira-dama e são contra a realização de um funeral de Estado antes das eleições de 24 de agosto para evitar aproveitamentos políticos; do outro, está a viúva Ana Paula dos Santos e os seus três filhos em comum com José Eduardo dos Santos, que reivindicam também o corpo e querem que este seja enterrado em Angola nos próximos tempos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+