Tempo
|
A+ / A-

Grécia. Multa mensal de 100 euros para maiores de 60 anos não vacinados

14 jan, 2022 - 09:44 • Olímpia Mairos com agências

A verba arrecadada será destinada a hospitais para o combate da pandemia.

A+ / A-

Veja também:


A medida estava prometida desde novembro e vai mesmo entrar em vigor no domingo, dia 16. Na Grécia, as pessoas não vacinadas, maiores de 60 anos, vão serão multadas em "100 euros por mês", até que se vacinem.

Uma decisão drástica do Governo, tendo em conta que "nove em cada dez mortes relacionadas com o coronavírus afetam essa faixa etária", explicou o porta-voz do Governo, Yiannis Economou, em conferência de imprensa.

A verba arrecadada será destinada aos hospitais para o combate da pandemia.

A decisão do Governo de Atenas é a primeira a ser tomada na União Europeia visando especificamente uma faixa etária. De acordo com o primeiro-ministro do país, Kyriakos Mitsotakis, “é o preço que se paga pela saúde”.

O principal partido de oposição e o segundo maior da Grécia, o Syriza, já criticou a multa, considerando-a “excessiva”.

Segundo o ministro da Saúde grego, Thanos Plevris, vão ser criados 50 centros para realizar testes perto dos acampamentos do Exército, para aliviar as farmácias que realizam os exames de PCR e antigênicos.

A pandemia já matou mais de 21.600 pessoas na Grécia e a taxa de mortalidade aumentou consideravelmente desde o início de novembro.

Na quarta-feira, 77 pessoas morreram e 670 pessoas estavam internadas em unidades de tratamento intensivo (UTI).

Face à persistência da variante Ómicron, as autoridades de Saúde da Grécia decidiram prorrogar, até 23 de janeiro, as restrições impostas há 15 dias, como o encerramento de bares e restaurantes à meia-noite, proibição de música e aglomerações.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+