Tempo
|
A+ / A-

Nova Zelândia

Mais duas semanas de confinamento em Auckland devido à Covid-19

18 out, 2021 - 08:50 • Filipe d'Avillez

Escolas e empresas continuam fechadas e os ajuntamentos dentro de portas são proibidos.

A+ / A-

Veja também:


A primeira-ministra da Nova Zelândia anunciou esta segunda-feira que a maior cidade do país vai continuar com confinamento durante pelo menos mais duas semanas.

Auckland está em confinamento há mais de dois meses, desde que se verificou um surto na cidade e regiões circundantes que já afetou mais de duas mil pessoas. Só esta segunda-feira houve mais 60 casos positivos, 57 dos quais em Auckland.

Apesar de já terem sido autorizados ajuntamentos de até 10 pessoas ao ar livre, bem como visitas a praias e parques, as empresas e as escolas continuam fechadas e os encontros dentro de portas são proibidos.

Jacinda Ardern explicou aos residentes de Auckland que não é tempo de relaxar o confinamento. “Qualquer relaxamento das restrições não contribuirá para o nosso plano de minimizar o número de casos enquanto aceleramos as vacinas”, disse a primeira-ministra.

“Mas o que mais ajudará neste momento, juntamente com as vacinas, é que toda a gente continue a cumprir as restrições.”

A Nova Zelândia chegou a ser apontada como um exemplo a seguir no controlo do vírus, tendo vivido vários meses de 2020 com zero casos, isolando-se do mundo e impondo fortes restrições à entrada no país. Em agosto, contudo, registou-se um surto da variante Delta que acabou por levar o Governo a mudar a estratégia, abdicando da abordagem de eliminação do vírus para outra que permite viver com a Covid-19, apostando na contenção e nas vacinas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+