Tempo
|
A+ / A-

Coronavírus

Ministro britânico diz que é “prematuro” marcar férias no estrangeiro

21 mar, 2021 - 21:38 • Filipe d'Avillez

Proibição de viajar para o estrangeiro pode vir a ser prolongada, segundo especialistas do Reino Unido.

A+ / A-

Veja também:


O ministro britânico da Defesa disse este sábado que é “prematuro” marcar férias no estrangeiro e acrescentou que não há qualquer garantia de que a proibição de sair do Reino Unido de férias não seja prolongada.

Em declarações à BBC, Ben Wallace disse ainda que existe o risco de os turistas trazerem de volta com eles novas variantes do coronavírus, que podem deitar por terra o esforços que o país tem feito com o plano de vacinação.

Os comentários de Wallace surgem depois de um cientista que é também conselheiro do Governo ter dito que é “muito improvável” que os britânicos possam gozar férias fora do país no verão.

Neste momento existe uma proibição a viagens de lazer para os residentes do Reino Unido, que está em vigor pelo menos até 17 de maio. Contudo, pode ainda ser alargado.

As diferentes regiões britânicas, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, decidem as suas próprias políticas em termos de viagens para o estrangeiro, mas tendem a estar em linha com as orientações de Londres.

Espera-se que o Governo de Boris Johnson dê novas orientações em meados de abril, depois de receber indicações de um task-force reunido para o efeito.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+