Tempo
|
A+ / A-

“A economia portuguesa corre o risco de ficar anémica”, alerta a CIP

17 out, 2023 - 13:09 • Filipa Ribeiro , Olímpia Mairos

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal considera que o OE para 2024 “é um orçamento que não ousa” e que “não empreende” e defende estímulos para as famílias e incentivos para o investimento.

A+ / A-

“A economia portuguesa corre o risco de ficar anémica, se efetivamente não empreender”, o alerta é da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) que esta terça-feira, em conferência de imprensa, apontou críticas à proposta de Orçamento do Estado.

Armindo Monteiro lamenta que a proposta não tenha medidas que fomentem o crescimento económico.

“Estas medidas [do Orçamento do Estado] não são novidades, são sobretudo permanência”, sinaliza.

Para o presidente da CIP, o OE para 2024 “é um orçamento que não ousa”.

“É um orçamento que não empreende e em Portugal, neste momento, mais do que em qualquer outro, precisamos de empreender. Precisamos de ousar. Precisamos de um crescimento que saia do tradicional”, defende.

Armindo Monteiro voltou a sublinhar as propostas do Pacto Social elaborado pela CIP, que se baseia em medidas como estímulos para as famílias e incentivos para o investimento, e sublinhou ainda que a confederação não concordou com o acordo sobre os aumentos salariais, uma vez que não foram tidos em conta pontos para ajudar as empresas a assumir o esforço das atualizações salariais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+