Tempo
|
A+ / A-

COSEC. Portugal escapa a recessão em 2023, mas inflação será superior a 5%

21 dez, 2022 - 13:05 • Diogo Camilo

Estimativas de especialistas da Companhia de Seguro de Créditos apontam que a economia portuguesa deverá crescer 6,7% este ano e 0,1% em 2023. Previsões da taxa de inflação foram revistas em alta e apontam para uma inflação de 7,7% neste ano e nos 5,3% em 2023.

A+ / A-

A economia portuguesa deverá crescer 6,7% este ano e 0,1% em 2023, com a Cosec a rever a em alta as suas previsões para a inflação, estimando que a taxa em Portugal se situe nos 7,7% neste ano e nos 5,3% em 2023.

As previsões de especialistas da Companhia de Seguro de Créditos (Cosec) para a economia nacional foram assim revistas em alta face à última previsão, divulgada em setembro, e que apontavam para um crescimento económico de 6,3% em 2022 e uma recessão de 0,3% em 2023. Já em 2024, a economia portuguesa deverá expandir 1,5%

No estudo “Economic Outlook 23-24: Keep Calm and Carry On”, a COSEC aponta para um um crescimento de 3,3% dos países da Zona-Euro este ano e para uma recessão de 0,4% em 2023. No ano de 2024, a economia da moeda única deverá crescer 1%, avançam as estimativas.

Inflação superior a 5% em 2023

Tanto em Portugal como no resto da União Europeia, a subida de preços é uma tendência que se vai manter no próximo ano. As estimativas da COSEC para 2023 foram revistas em alta e apontam para uma inflação de 7,7% neste ano e nos 5,3% em 2023. Em setembro, as mesmas estimativas indicavam que a inflação fosse de 7% em 2022 e de 4,3% no próximo ano.

Para o conjunto de países da área do euro, o ano de 2022 deverá terminar com uma inflação de 8,5%. No próximo ano, a taxa de inflação deverá ficar nos 6,1%.

Entre as principais economias da moeda única, a Alemanha deverá registar uma inflação de 8,8% neste ano e de 6,8% em 2023. As previsões da acionista da COSEC sugerem que a economia gaulesa deverá terminar o ano com uma inflação de 5,8% e de 5,4% em 2023. E, em Espanha, a inflação deverá atingir os 8,6% em 2022 e os 4,8% em 2023.

Nos Estados Unidos, a taxa de inflação deverá situar-se nos 8,1% em 2022 e nos 4,1% em 2023. Já na China, a taxa de inflação será de 2% e de 2,2% no próximo ano.

Espanha e Portugal escapam ao cenário de recessão em 2023

Entre as principais economias do bloco económico, a Alemanha deverá crescer 1,8% neste ano e contrair 0,7% em 2023. O regresso ao crescimento do motor da economia do euro deverá acontecer em 2024, com uma subida do PIB de 0,6%.

No caso da França, em 2022, o PIB deverá acelerar 2,5% e contrair 0,4% em 2023. Tal como a germânica, a economia francesa deverá crescer em 2024 (0,9%). Espanha, por outro lado, deverá registar um crescimento económico de 4,6% em 2022 e 0,2% em 2023 escapando, tal como Portugal, de um cenário de recessão. Em 2024, a economia espanhola deverá avançar 1,2%.

Para a economia norte-americana, as previsões da COSEC apontam para uma subida do PIB de 1,9% em 2022 e uma contração de 0,3% em 2023. Já em 2024, a maior economia do mundo deverá expandir 1,6%. A economia chinesa deverá subir 2,8% neste ano, 4% em 2023 e 5,2% em 2024.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+