Tempo
|
A+ / A-

Jantar fora em concelhos a vermelho pode obrigar a teste à Covid-19

07 jul, 2021 - 09:29 • Marta Grosso

A medida está a ser estudada e poderá permitir aos restaurantes encerrarem mais tarde no fim de semana.

A+ / A-

Veja também:


O Governo está a estudar a hipótese de introduzir testes à Covid-19 para permitir a entrada em restaurantes. A notícia é avançada nesta quarta-feira pelo “Observador”, segundo o qual os almoços dos dias úteis ficarão excluídos daquela obrigação.

Será “um passo essencial para os restaurantes poderem controlar as entradas a quem tem certificado” na nova aplicação, “Passe Covid”, refere fonte do Governo ao jornal.

A nova ‘app’ foi lançada na terça-feira e permite a leitura do certificado digital através de um QR Code.

A exigência de teste (ou certificado digital) está a ser ponderada para os concelhos em risco muito elevado de transmissão da Covid-19 e não deverá abranger os almoços dos dias úteis.

A ser implementada, poderá permitir que os restaurantes fechem mais tarde do que as 15h30 durante o fim de semana (a hora imposta naqueles concelhos).

Mas a medida ainda não está fechada. Em cima da mesa está, por exemplo, a hipótese de aceitar o resultado dos autotestes.

Neste momento, apenas os testes PCR ou de antigénio realizados em laboratórios e farmácias permitem ter acesso ao certificado digital, mas, segundo o “Observador”, o Governo está a ponderar incluir os autotestes no grupo.

Se assim for, serão mais uma porta de entrada para o restaurante. Mas o tema não é consensual dentro do Governo, pelo que resta aguardar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+