|
A+ / A-

Área ardida nos incêndios de Mação e Vila de Rei equivale a quase duas vezes o concelho do Porto

22 jul, 2019 - 15:06 • Joana Gonçalves

Os dados provisórios foram recolhidos pelo Sistema Europeu de Informação de Fogos Florestais (EFFIS).

A+ / A-

A área ardida em Mação e Vila do Rei é já de 69 quilómetros quadrados, o equivalente a quase duas vezes a área da cidade do Porto, que tem cerca de 41 quilómetros quadrados.

Os dados mais recentes, recolhidos pelo Sistema Europeu de Informação de Fogos Florestais (EFFIS), revelam que o incêndio que que começou nos distritos de Santarém e Castelo Branco no passado sábado já queimou um total de 6.959 hectares.

De acordo com a Proteção Civil, as frentes de Vila de Rei e de Mação estão 90% dominadas. A preocupação está agora no risco de reacendimento, no dia em que as temperaturas podem ultrapassar os 39 graus em ambos os distritos afetados pelas chamas.

Área ardida nos distritos de Castelo Branco e Santarémm, entre 21 e 22 de Julho de 2019. Fonte: Sistema Europeu de Informação de Fogos Florestais

O EFFIS, baseado no sistema de satélites europeu Copernicus, é uma das ferramentas que a Comissão Europeia disponibilizou no auxílio ao Estado português no combate ao incêndio que continua a lavrar em Mação e Vila de Rei.

Estes dados são, no entanto, ainda provisórios uma vez que o satélite faz estimativas com base nas diferenças de temperatura registadas no solo de 80% da área total ardida. Os valores avançados pelo mecanismo são, depois, confirmados pelas autoridades nacionais.

Os totais contabilizados tendem, por isso, a ser mais elevados.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 22 jul, 2019 17:03
    Aldraboes ninguem sabe ao certo como e que as coisas ardem "comecam logo a dar palpites! O vento e muito peigoso! Uma vez a portucel comecou a arder e pegou a troia!