A+ / A-
João Silva

A mãe tirou Nuno Tavares do Sporting. Jogador visto como "futuro lateral do Benfica e da seleção"

12 jul, 2019 - 12:45 • João Fonseca

João Silva lançou Nuno Tavares, como extremo, e olha hoje para o jogador como um dos mais promissores laterais do futebol português. A saída do Sporting e o sucesso no Benfica, e as razões para a recusa de Luís Filipe Vieira em comprar laterais para o plantel principal explicadas pelo treinador.
A+ / A-

Luís Filipe Vieira garantiu, em entrevista a Bola Branca, no âmbito de um reportagem sobre a formação das águias, que não iria ao mercado contratar laterais. Uma afirmação que pode ter constituído "surpresa para algumas pessoas", mas encarada com total normalidade pelo treinador que lançou Nuno Tavares, ainda no Casa Pia.

João Silva, atualmente a treinar o Oriental, lançou o jovem nos "gansos", como também é conhecido o Casa Pia, e resgatou-o, quando, por decisão da mãe, ele deixou o Sporting.

O treinador conta que a mãe de Nuno Tavares não abdicou de ter o filho perto de si. "Os iniciados do Sporting já treinavam em Alcochete, mas como ele era aluno da Casa Pia de Lisboa tinha de se manter por lá e a mãe optou pela escola e ele saiu do Sporting", recorda.

De volta às raízes, Nuno Tavares retomou o caminho do sucesso, que o levaria desta vez até à formação benfiquista. Mas, primeiro, compromisso assumido com a mãe do jovem.

"Competia-me treiná-lo e depois, porque só assim a mãe o deixava jogar futebol, aí por volta das 9h30/10h, quando não era mais tarde, levá-lo todos os dias a casa e que ainda era bastante longe. Foi o acordo que fizemos. Tivemos um ano em que passamos mais tempo no carro que a treinar", conta.

A realidade é que no regresso ao Casa Pia, Nuno Tavares voltou a dar nas vistas e desta vez rumaria a outro dos grandes clubes, o Benfica. Foi nas águias que seria preparado para uma posição diferente daquela que sempre tivera.

"Ele vai como extremo para o Benfica e foi baixando no terreno. Eu ia falando com as pessoas que o estavam a acompanhar e que me diziam que isso estava a ser treinado e trabalhado. E eu agradavelmente via isso como uma surpresa", destaca o treinador.

Um recuo que revelou uma nova posição, a de defesa-esquerdo, e que Nuno Tavares acabou por entender e abraçar.

"Não é qualquer jogador que tem a capacidade de perceber que se calhar na posição onde fez toda a formação, não ia ter o rendimento que podia ter na posição que não era sua de origem", reforça.

Nuno Tavares jogou pela primeira vez com a camisola da equipa principal do Benfica, na quarta-feira, no Estádio da Luz, frente ao Anderlecht. João Silva gostou da forma como o jovem defesa se destacou, com uma boa exibição e um cruzamento para o golo de Chiquinho.

O treinador diz que o lateral é um jogador "mentalmente muito frio" e tecnicamente, embora jogue preferencialmente com o pé esquerdo, "com o direito faz o mesmo e com a mesma eficácia".

Mais um jogador "made in Seixal" que "será um excelente lateral-esquerdo para o Benfica e para a seleção", conclui João Silva.

Bola Branca entrevista Luís Filipe Vieira. "O Benfica nunca quis formar para vender"
Bola Branca entrevista Luís Filipe Vieira. "O Benfica nunca quis formar para vender"
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.