A+ / A-

“Telemóveis”. Será que vai querer partir o seu depois de ouvir esta versão?

14 mai, 2019 - 12:14 • Marta Grosso

Carolina Deslandes foi ao programa Confessions, da Mega Hits, apresentar a sua versão da música de Conan Osíris. O vídeo é já dos mais visualizados desta temporada.
A+ / A-


Quatro vozes femininas em palco, acompanhadas por um quarteto de cordas. Assim apresenta Carolina Deslandes a sua versão da música que Conan Osíris leva esta terça-feira à Eurovisão.

“Todas as pessoas que ali estão são artistas, têm os seus próprios projetos”, explica a cantora e compositora no programa da Mega Hits.

No Confessions, os artistas são convidados a interpretar uma versão sua de uma música conhecida. Carolina Deslandes escolheu “Telemóveis”, a música escolhida pelo público para representar Portugal no Festival Eurovisão da Canção.

“Tinha ideia de como queria que a versão soasse, sabia que queria o quarteto, sabia que queria as vozes e queria vozes específicas”, conta.

“Elas não são coro, são artistas, cada uma tem a sua 'vibe', o seu timbre e eu sou fã de todas: da Irma, da Vânia e da Soraia. E não só delas as três, como da pessoa que fez este arranjo de vozes incrível, que é a Diana Castro”, acrescenta a artista.

Para obter a versão final, Carolina Deslandes contou ainda com o arranjo de Valter Rolo.

“Mandei-lhe o arranjo, a versão nossa a cantar só a vozes e disse: 'eu sei que isto é uma tarefa quase impossível, mas adorava que fizesse o arranjo’”, conta a cantora, que queria algo “meio banda sonora, meio Amélie”; algo que provocasse no público “uma data de coisas mesmo sem se saber porquê”.

O resultado é uma versão de vozes femininas que pode ver no site da Mega Hits e no canal desta rádio do Grupo Renascença Comunicação Multimédia no Youtube.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Rogerio Cordeiro
    14 mai, 2019 14:26
    Esse Senhor já devia de estar em casa a olhar pelos seus Netos em vez de fazer comentários estúpidos