Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

“Fake news”. Portugal no top 10 dos países com mais contas bloqueadas

19 mar, 2019 - 09:30 • Redação

A Google suspendeu mais de 48 mil contas de utilizadores na União Europeia. Reino Unido é o país mais afetado pelas notícias falsas.

A+ / A-

Veja também:


A Google passou a pente fino as notícias falsas e Portugal não escapou: está no top 10 dos países da União Europeia com mais contas bloqueadas.

Só em janeiro, a Google bloqueou 244 contas de utilizadores portugueses, mas é o Reino Unido o país mais prejudicado por este tipo de notícias, com 16 mil contas bloqueadas.

Os dados foram revelados no primeiro relatório sobre “fake news” que a Google entregou, em fevereiro, à Comissão Europeia.

Na União Europeia, em janeiro, foram suspensas mais de 48 mil contas na plataforma Google Ads, avança o “Diário de Notícias” nesta terça-feira. Reino Unido, Estónia e Roménia compõem o pódio dos bloqueios.

Mas nem todos os bloqueios dizem respeito ao combate das “fake news”. Ainda assim, refere o gigante tecnológico, os números dão uma noção da dimensão que o fenómeno pode já ter.

O combate às notícias falsas decorre há alguns anos e a Comissão Europeia tem insistido com as principais plataformas digitais para serem mais duras nessa luta.

Em Portugal, a agência Lusa está desenvolver, em parceria com outras entidades, um sistema de verificação de factos, foi anunciado em fevereiro.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+