Tempo
|

D. Manuel Clemente pede que se expliquem as medidas difíceis

19 set, 2012

Bispo reconhece que o Governo tem pouca margem de manobra.

D. Manuel Clemente pede que se expliquem as medidas difíceis
D. Manuel Clemente pede que se expliquem as medidas difíceis
D. Manuel Clemente reconhece que não há grande margem de manobra para aliviar os sacrifícios que são pedidos aos portugueses mas considera que as medidas difíceis seriam mais bem aceites se fossem explicadas.

O Bispo do Porto pede mais “pedagogia” aos políticos portugueses nesta altura de crise e uma “solidariedade mais evidente”.

D. Manuel Clemente reconhece que não há grande margem de manobra para aliviar os sacrifícios que são pedidos aos portugueses.

“Inversão das medidas até onde possa haver. O que nós ouvimos, quer interna quer externamente, é que não pode haver muita mudança”, refere.

No entanto, o Bispo do Porto considera que as medidas difíceis seriam mais bem aceites se fossem bem explicadas.

“Que haja mais explicação, mais pedagogia, uma solidariedade mais evidente e isso garanta um melhor consenso que tem que ser correspondido por parte dos governantes com uma redobrada vontade de acertar, de explicar.

Estas palavras de D. Manuel Clemente foram deixadas esta noite numa conferência na Covilhã.