Tempo
|

Novo Bispo de Lamego quer saber onde estão idosos solitários

29 jan, 2012 • Liliana Carona

D. António Couto tomou posse entre aplausos e muita emoção.

O novo Bispo de Lamego, D. António Couto, tomou posse este domingo e anunciou que vai fazer um levantamento exaustivo das pessoas da diocese que estão doentes ou sozinhas, para que sejam visitadas com regularidade.

"Eu pretendo mesmo que nós façamos um exame quase exaustivo, caso por caso, das pessoas doentes onde é que elas estão, das pessoas solitárias onde é que elas estão, para podermos, a todo o momento, ter gente preparada para ir visitar essas pessoas e para as nunca perdermos de vista. Eu vou pedir às instituições e, porventura, criar serviços novos para que não haja ninguém que viva sozinho sem ter ninguém que o visite de vez em quando, eu diria todos os dias", disse D. António Couto.

Entre aplausos e muita emoção, centenas de pessoas estiveram presentes na tomada de posse do novo Bispo de Lamego, que deixou como desafios a proximidade com os lamecenses.

“Quero muito ver o vosso rosto à maneira paulina. Já sabeis que trago notícias de Deus e que conto muito com cada um de vós para levar a todos os lugares e a todas as pessoas desta bela e querida diocese este vendaval manso de graça e de bondade, que um dia Jesus desencadeou e que ainda não parou.”

D. António Couto foi recebido na Sé Catedral de Lamego com amendoeiras em flor. Um aroma doce nos claustros como uma espécie de prenúncio.

Já na Catedral e depois da leitura da Carta Apostólica de Nomeação, o Bispo emérito de Lamego, D. Jacinto Botelho, saudou o seu sucessor.

"Quero saudá-lo na qualidade de seu diocesano, como meu Bispo, nosso Bispo, e testemunhar-lhe a mais profunda e convicta comunhão dentro do presbitério a que pertenço e o Sr. D. António a partir deste momento consolida e, consequentemente, oferecer-lhe  os préstimos e a colaboração que me solicitar”, disse D. Jacinto Botelho.

D. António Couto, o novo Bispo de Lamego tem 59 anos e era até agora auxiliar de Braga. Preside à Comissão Episcopal da Missão e Nova Evangelização.

A cerimónia de posse foi presidida pelo Núncio Apostólico em Portugal, D. Rino Passigato.