Tempo
|

Papa quer retiro quaresmal fora do Vaticano

18 out, 2013 • Ângela Roque

Francisco escolheu uma casa da Sociedade de São Paulo para os exercícios espirituais em que ele e os membros da cúria romana vão participar.  

Pela primeira vez, o retiro pascal do Papa e da cúria romana terá lugar fora do Vaticano.

Os Exercícios Espirituais têm sempre lugar na primeira semana da Quaresma, mas desta vez o Papa quer que decorram “fora do ambiente normal de trabalho”, e escolheu a casa dos paulistas nos arredores de Roma.

José Carlos Nunes é o Provincial Regional da Sociedade de São Paulo conhecidos como os paulistas, realça a importância desta mudança. “Essa é a grande novidade, fazer os exercícios espirituais fora do Vaticano. O nosso Superior Geral está cá connosco, para presidir às celebrações dos 70 anos de presença em Portugal, e deu-nos esta bela notícia de que o Santo Padre escolheu a nossa Casa nos arredores de Roma para o lugar dos Exercícios Espirituais, que irão ser pregados por um dos directores espirituais do seminário maior de Roma.”

Este ano os exercícios serão pregados por um pároco comum, explica o padre José Carlos Nunes: “O Papa não escolheu um cardeal, não escolheu um arcebispo, mas escolheu um pároco para pregar os exercícios espirituais a ele e à Cúria romana. E escolheu a nossa Casa, e nós alegramo-nos muito por isso”.

Os Paulistas, que celebram esta sexta-feira 70 anos de presença em Portugal, têm uma editora e sete livrarias no país, e decidiram agora lançar um Prémio Literário para promover a investigação teológica em Portugal.

O Prémio vai ser atribuído anualmente a partir de 2014, quando os Paulistas festejam os 100 anos da sua fundação.