Tempo
|

Forças Armadas

Oficiais em protesto metem dia de férias para evitar ministro da Defesa

09 nov, 2012 • Ana Rodrigues

José Pedro Aguiar-Branco passou a manhã na base da OTA, mas a sua presença causou incómodo, segundo apurou a Renascença.

Para não se encontrarem com o ministro da Defesa na base aérea da OTA , vários oficiais das Forças Armadas meteram esta sexta-feira um dia de férias. A decisão foi tomada em protesto contra as políticas do Governo, as quais, segundo os oficiais, estão a degradar a condição militar.

José Pedro Aguiar-Branco passou a manhã desta sexta-feira na base da OTA, mas a sua presença causou incómodo. Ao que a Renascença apurou, foram vários os oficias que recusaram estar no mesmo local que o ministro. Os oficiais que mostraram o seu desagrado ocupam cargos de chefia - um deles tem o posto de tenente-coronel.

Aguiar-Branco visitou as instalações escolares da unidade militar e conheceu os projectos elaborados por militares da Força Aérea. Apesar de todos os preparativos, a visita causou mal-estar.

Este sábado, os oficias das Forças Armadas vão integrar a concentração e desfile de protesto dos militares. A iniciativa culmina simbolicamente junto ao monumento da Restauração da Independência Nacional, na Praça dos Restauradores, em Lisboa.

[artigo actualizado e corrigido às 16h12]