Tempo
|

Vigília no Parque Tejo

“Não tenham medo" de viver e ajudem quem cai. Papa oferece amor de Jesus aos jovens da JMJ

05 ago, 2023 - 21:55 • Ricardo Vieira

Perante um milhão e meio de pessoas na vigília da Jornada Mundial da Juventude, Francisco pediu que não se deixem cair na agonia, na falta de esperança e que ajudem os outros a levantar-se, porque "a alegria é missionária".

A+ / A-

Veja também:


O Papa Francisco ofereceu o amor de Jesus Cristo aos peregrinos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), na vigília deste sábado no Parque Tejo, e pediu aos jovens que não tenham medo de viver, porque a "alegria não deve estar fechada a sete chaves", mas é "missionária".

Ao milhão e meio de pessoas de todo o mundo reunidas no Campo da Graça, entre os concelhos de Loures e Lisboa, Francisco pediu-lhes que recordem as suas raízes e familiares e deu conselhos para a vida.

"É preciso caminhar e treinar muito. Aprender a caminhar. Não há cursos para ensinar a caminhar, aprende-se vivendo, com os amigos. Na vida aprende-se e treina-se um caminho. Treinar todos os dias. Na vida nada é grátis, só há uma coisa grátis: o amor de Jesus."

O Santo Padre, de 86 anos, deu vários conselhos à multidão que, após um dia de muito calor e muitos quilómetros percorridos, escutava atentamente e em silêncio.

“Quando um amigo nosso cai, levantamo-lo"

No caminho da vida o que interessa é “não ficar caído”, porque “quem permanece caído perde a esperança e fica em agonia”.

“Quando um amigo nosso cai, levantamo-lo. Quantas vezes passando junto de alguém e viramos a cara para o lado. É triste. Só olhamos de cima para baixo para ajudar a levantar o outro”, apelou Francisco.

O Papa Francisco utilizou uma metáfora desportiva para dizer que no caminho da vida “é preciso caminhar e treinar muito”.

“Aprender a caminhar. Não há cursos para ensinar a caminhar, aprende-se vivendo, com os amigos. Na vida aprende-se e treina-se um caminho. Treinar todos os dias. Na vida nada é grátis, só há uma coisa grátis: o amor de Jesus.”

“Caminhe-mos com esperança. Olhamos para as nossas raízes e vamos em frente. Sem medo, não tenham medo", concluiu o Papa Francisco.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+