Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Nuno Encarnação

Varandas pede indemnização a Conceição e Baía. "Percebe-se o estado do futebol português"

24 abr, 2023 - 18:10 • Rui Viegas

Nuno Encarnação recorda que Frederico Varandas chamou "bandido" a Pinto da Costa e que Rui Costa "foi ao túnel confrontar um árbitro".

A+ / A-

Frederico Varandas exigiu um pedido de indemnização de 12 mil euros a Sérgio Conceição e Vítor Baía devido aos incidentes na garagem do Estádio do Dragão, uma atitude "pequenina" no entendimento do adepto portista Nuno Encarnação.

"Lembro que foi Varandas que chamou bandido ao Pinto da Costa. Se acha que deve responder assim nesta medida, tudo bem. Está na sua plena liberdade. É muito pequenino quando os dirigentes se prestam a este tipo de serviços percebemos o porquê do futebol português estar no estado em que está", diz, a Bola Branca.

Segundo a imprensa nacional, o presidente do Sporting exige indemnização de seis mil euros a Sérgio Conceição, treinador do Porto, e outros sei mil a Vítor Baía, vice-presidente do clube.

Os incidentes ocorreram pouco depois de o presidente do Sporting, Frederico Varandas, ter afirmado, na sala de imprensa, que o que se tinha visto no clássico da jornada 22 do campeonato, entre Porto e Sporting, tinha sido “um reflexo dos últimos 40 anos de Pinto da Costa”.

Encarnação também concorda com Pinto da Costa, quando o presidente do Porto considerou Rui Costa como "o delfim de Luís Filipe Vieira".

O Benfica comunicou na sexta-feira passado ter feito uma participação no Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), frisando que as declarações prestadas dois dias antes pelo líder portista “visam condicionar as arbitragens” até ao fim da I Liga.

Nuno Encarnação não entende como se pode trocar, punir e denunciar uma opinião livre de Sérgio Conceição sobre arbitragens, com outras atitudes condenáveis a passar impunes.

"Não vejo um país amarrado e amordaçado. É parte de um passado. Rui Costa deve achar que tem liberdade de dizer as suas opiniões sobre os jogos, mas se acha que liberdade é ir a um túnel e confrontar o árbitro, como em Braga, logo aqui há situações que ele próprio se esquece do que fez num passado recente. É muito mais sereno e livre ter estas opiniões e dizê-las, como fez Conceição, do que confrontar um árbitro", termina.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+