Tempo
|
A+ / A-

FC Porto

Pinto da Costa não comenta queixa da APAF por ser "ridícula"

09 mar, 2023 - 11:42 • Redação

O presidente do FC Porto também não quis falar sobre os casos de justiça em que o Benfica tem sido envolvido, nas últimas semanas.

A+ / A-

Pinto da Costa não fala sobre a queixa apresentada pela APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) contra si próprio e Sérgio Conceição, pelas declarações proferidas após a derrota com o Gil Vicente, e justifica o silêncio sobre o tema, por se tratar de uma coisa "ridícula".

"Sobre a APAF não me pronuncio, porque não me pronuncio sobre coisas ridículas. O Sérgio Conceição calado faz um bom discurso", acrescenta, a propósito de, desde então, o treinador do FC Porto não fazer as conferência de imprensa de antevisão dos jogos.

Sérgio Conceição não fala aos jornalistas esta quinta-feira, antes do encontro com o Estoril, sendo que voltará a lançar uma partida na segunda-feira, na véspera do jogo com o Inter de Milão, a contar para a 2.ª mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Além de ter contornado a questão sobre a queixa da APAF, Pinto da Costa, presente na cerimónia de anúncio da renovação do contrato com a Super Bock, no Dragão, também não quis falar sobre os efeitos dos casos de justiça que têm envolvido o Benfica nas últimas semanas.

"Não quero comentar atos de justiça que não me dizem respeito", diz, sem contabilizar uma eventual consequência destas notícias no rendimento do Benfica.

Sobre o rendimento do FC Porto, que no campeonato está a oito pontos dos encarnados, Pinto da Costa aguarda pelo final da história, convicto de que "até maio vai acontecer muita coisa". "Amanhã [sexta-feira] vamos jogar a primeira final", sustenta, num olhar para o encontro com o Estoril, a contar para a jornada 24 da I Liga.

Sobre o novo contrato com a Super Bock, parceiro do FC Porto desde os anos 90, o dirigente dos dragões diz que "terá impacto no orçamento, porque entra como uma receita considerável".

Rui Lopes Ferreira, administrador da empresa de bebidas, não revela pormenores contratuais do acordo que vigora até 2029.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+