Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

António Duarte

"Sporting de Braga precisa urgentemente de um presidente"

20 dez, 2022 - 12:45 • João Fonseca

Antigo dirigente reforça críticas à gestão de António Salvador e teme pelo futuro de Artur Jorge, que elogia enquanto treinador.

A+ / A-

António Duarte, antigo dirigente do Sporting de Braga, critica a gestão de António Salvador e defende que o Braga precisa de um presidente.

O Braga caiu com estrondo da Taça da Liga, ao ser goleado (5-0) pelo Sporting, em Alvalade. "Um murro no estômago", admite, em declarações a Bola Branca, António Duarte. Contudo, não é essa a maior preocupação. A atenção vira-se para a gestão do atual presidente, António Salvador.

"O Sporting de Braga tem de arranjar urgentemente um presidente que nos possa defender", começa por dizer o antigo dirigente minhoto.

António Duarte, que esteve vários anos à frente do departamento do futebol do Braga, deixa muitos alertas sobre os mais recentes negócios na SAD, nomeadamente a alteração de acionista. "É mais um negócio difícil de digerir", assume, acrescentando que o clube deve ter um líder que "tenha paixão, amor ao seu clube, à sua terra e isso não se verifica".

Treinador depende das "reações" de Salvador


Sobre a continuidade de Artur Jorge no comando técnico do Braga, o antigo dirigente coloca reticências. Não sobre a qualidade do treinador, para quem tem palavras elogiosas, mas sim pelas "reações intempestivas" de António Salvador, quando as coisas não vão bem.

Apesar disso, António Duarte acredita que o percalço em Alvalade não se repetirá. Diante do Benfica, na 14.ª jornada do campeonato, o treinador saberá "falar dentro do balneário" com o grupo e "serenar os espíritos", para que com "tranquilidade, em casa, possam lutar pela vitória".

O Braga, terceiro classificado do campeonato, com 28 pontos, recebe o Benfica, líder, com 37, no dia 30 de dezembro. Jogo que terá relato em direto na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+