Tempo
|
A+ / A-

FPF lamenta morte de Neno, campeão da "alegria e bondade"

11 jun, 2021 - 01:46

Antigo guarda-redes morreu de doença súbita, aos 59 anos.

A+ / A-

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, lamenta a morte "tão precoce" do antigo guarda-redes Neno, uma "personalidade incontornável na história do futebol português".

Fernando Gomes, numa mensagem divulgada no site da FPF, recorda a "grande carreira" de Neno nos relvados, mas principalmente "o seu enorme valor humano".

"Personalidade tão generosa nos afetos, deixa um legado quase incomparável de cavalheirismo, simpatia, alegria e bondade. A toda a sua família, colegas e amigos, ao Vitória Sport Clube, clube que o Neno tanto dignificou, deixou os meus mais profundos pêsames", refere Fernando Gomes.

Neno nasceu em Cabo Verde a 27 de janeiro de 1962, mas acabou por representar a seleção portuguesa em nove ocasiões.

O guarda-redes terminou a carreira de jogador no Vitória de Guimarães, onde conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira em 1988, e continuou ligado ao clube como dirigente.

"Carismático, afável e sempre disponível, Neno não foi apenas uma figura do Vitória, mas um ícone da cidade, conhecido de todos e que para todos tinha um gesto amigo e um sorriso verdadeiro", refere o clube vimaranense.

Neno, que morreu esta quinta-feira, aos 59 anos, também representou o Benfica, o Vitória de Setúbal e o Barreirense.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+