Tempo
|
A+ / A-

Moreirense-FC Porto. Liga repudia agressão a repórter de imagem

27 abr, 2021 - 11:53 • Redação

Operador de câmara da TVI foi agredido por Pedro Pinho, agente de jogadores, após o empate entre cónegos e portistas.

A+ / A-

A Liga Portugal repudiou, esta terça-feira, a agressão a um repórter de imagem da TVI, ocorrida durante a noite de segunda-feira, após o empate do FC Porto no terreno do Moreirense, por 1-1, em Moreira de Cónegos, em encontro da 29.ª jornada da I Liga.

"A Liga Portugal apresenta uma palavra de solidariedade ao repórter de imagem da TVI, Francisco Ferreira, que estava em trabalho no Parque Desportivo Comendador Joaquim de Almeida Freitas, repudiando esta e qualquer agressão verbal ou física contra elementos da Comunicação Social, que ocorram nos estádios ou nas imediações dos mesmos", pode ler-se no comunicado do organismo.

A Liga Portugal salienta que o futebol "deve ser um local de festa, mesmo numa altura crucial da época e em que as emoções estão mais fortes do que nunca".

"Apelamos a todos que mantenham a serenidade nas jornadas que faltam para terminar os nossos campeonatos. É o Futebol quem pode perder com atos irrefletidos", lê-se.

O operador de câmara da TVI Francisco Ferreira foi agredido nas imediações do estádio do Moreirense, de acordo com imagens transmitidas pelo próprio canal de televisão, por Pedro Pinho, um agente de jogadores. O incidente aconteceu quando o presidente do FC Porto, Pinto da Costa, abordou repórteres de imagem no exterior do Parque Desportivo Comendador Joaquim de Almeida Freitas.

A Federação Portuguesa de Futebol também condenou "de forma veemente" o sucedido.

"Os espetáculos desportivos devem ser momentos de celebração da paixão pelo jogo e locais em que todos podem exercer as suas funções em liberdade e de forma segura", dita o comunicado do organismo.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+