Tempo
|
A+ / A-

Eliminação será tema de conversa, mas lugar de Deschamps não está em risco

29 jun, 2021 - 13:47 • Redação

O treinador campeão do mundo mantém crédito na Federação Francesa de Futebol.

A+ / A-

O presidente da Federação Francesa de Futebol, Noel Le Graet, deu a entender, esta terça-feira, que Didier Deschamps vai continuar no cargo de selecionador nacional, apesar da eliminação precoce dos campeões do mundo no Euro 2020.

A França perdeu com a Suíça, nos penáltis, a prestação no Campeonato da Europa será debatida, mas o treinador não corre risco de despedimento.

"Não, creio que não [corre risco]. Não podemos confundir as coisas. Vamos conversar. Tenho muito carinho [pelo Deschamps] e sei das vicissitudes do futebol", disse o dirigente.

Didier Deschamps levou a França à conquista do Mundial em 2018, na Rússia, mas falhou a conquista do Europeu, ao ser eliminado nos oitavos de final pela Suíça. O presidente da federação não escondeu a deceção, mas renovou confiança no técnico, que deverá estar à frente da seleção no Mundial do Qatar em 2022.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+