Tempo
|
A+ / A-

Seleção Nacional

Luís Castro não é candidato a suceder a Fernando Santos

19 dez, 2022 - 09:56 • Redação

O treinador viu o seu nome associado ao cargo de selecionador nacional, mas esclarece que não é altura para assumir essas funções.

A+ / A-

Luís Castro risca o seu nome do lote de potenciais sucessores de Fernando Santos na seleção nacional. Não é por que o cargo não o entusiasme. A questão é o momento.

"Todos os treinadores estão sempre entusiasmados em chegar às seleções dos seus países, mas nas horas certas. O 'timing' não é o meu, mas é o de outros colegas. A minha vida agora é só no Brasil", diz Luís Castro, em declarações à SportTV.

Atualmente no Botafogo, o treinador português vai iniciar a segunda temporada no clube carioca, depois de na época passada, a de regresso do clube ao Brasileirão, ter terminado o campeonato no 11.º lugar.

Luís Castro, de 61 anos, tem trabalhado no estrangeiro nas últimas épocas. Foi campeão ucraniano pelo Shakhtar Donetsk e venceu a taça no Qatar, pelo Al Duhail. Depois de muitos anos como coordenador da formação do FC Porto, de passagem pela equipa, pela qual foi campeão da II Liga, e após uma breve experiência na equipa principal do FC Porto, antes de emigrar, treinou Rio Ave, Chaves e Vitória de Guimarães.

Fernando Santos deixou a seleção nacional, depois de ter chegado a acordo com a Federação Portuguesa de Futebol para a rescisão do contrato que durava até 2024. José Mourinho, de acordo com a imprensa desportiva, terá sido convidado, mas rejeitou a possibilidade de acumular o cargo de selecionador com a de treinador da Roma.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Juíz Vermelho
    19 dez, 2022 Catedral da Luz 11:18
    Mourinho, era talvez a melhor escolha. Mas como há problemas em se libertar do contrato com a Roma, e não se pretende um selecionador em part-time, Rui Jorge para os próximos dois anos, parece uma boa escolha. Decorridos esses 2 anos, logo se vê.

Destaques V+