A+ / A-

Saída iminente de Fernando Santos da seleção nacional

15 dez, 2022 - 15:54 • Redação

Anúncio do despedimento do treinador deverá ser feito ainda esta quinta-feira. Fernando Santos não resiste à eliminação nos quartos de final no Mundial do Qatar.

A+ / A-

Fernando Santos não continuará a ser o selecionador nacional. O anúncio da saída do técnico deverá ser feito ainda esta quinta-feira pela Federação Portuguesa de Futebol.

O treinador de 68 anos termina o ciclo de nove anos à frente da seleção nacional. Deixa o cargo como o treinador mais titulado da história da seleção nacional.

Sob seu comando, Portugal conquistou os seus dois primeiros troféus a nível sénior: em 2016, venceu o Campeonato da Europa e, em 2019, conquistou a primeira edição da Liga das Nações.

Fernando Santos tinha contrato até 2024 e estaria previsto que orientasse a seleção no próximo Campeonato da Europa, mas não resiste ao resultado do Mundial do Qatar, no qual caiu nos quartos de final para Marrocos.

Depois do Euro 2016, Portugal foi eliminado nos oitavos de final no Mundial 2018, frente ao Uruguai, e também nos "oitavos" no Europeu 2020, realizado em 2021, frente à Bélgica. O objetivo definido pela seleção no Mundial do Qatar era chegar à final e vencer o torneio, mas o resultado ficou aquém das expectativas.

Fernando Santos não assumiu o fim de ciclo depois da eliminação frente a Marrocos e remeteu para uma conversa com Fernando Gomes, o presidente da FPF: "Vamos para Lisboa e vou conversar com o presidente, como sempre fizemos, e veremos o que é melhor para a seleção portuguesa.

A Federação terá tempo para escolher o novo selecionador nacional, uma vez que o próximo jogo está apenas marcado para março de 2023, no arranque da qualificação para o Euro 2024.

José Mourinho, Leonardo Jardim, Rui Jorge, Paulo Sousa e Paulo Fonseca foram os nomes já associados ao cargo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Sem importancia
    15 dez, 2022 Cá 17:15
    Voto em Rui Jorge ...

Destaques V+