Tempo
|
A+ / A-

Benfica

Artur Moraes dá razão a Schmidt. “Só a ajuda coletiva pode fazer diferença” contra o PSG

05 out, 2022 - 12:10 • Pedro Castro Alves

Antigo guarda-redes do Benfica espera jogadores a entra “com disposição” para um “jogo especial”. Um resultado menos positivo “não impede” a equipa de estar na próxima fase da Liga dos Campeões.

A+ / A-

Artur Moraes, antigo guarda-redes do Benfica com mais de 50 jogos nas competições europeias, espera um “jogo difícil” esta quarta-feira, frente ao PSG. As águias recebem o gigantes francês na terceira jornada da Liga dos Campeões e terão de estar “muito fortes” e ter “ideias muito sólidas”.

O antigo atleta dá “razão” a Roger Schmidt, que considerou que a chave do jogo não é ter mais jogadores a defender. Em “jogos como este”, só a “ajuda coletiva pode fazer diferença”, com todos jogadores “focados e concentrados na mesma ideia”.

“O Benfica vai ter de estar muito compacto, muito junto e falar muito dentro do campo para se ajustar áquilo que o PSG vai fazer no jogo. O caminho é por aí”, explica, em Bola Branca.

Os encarnados recebem o campeão francês depois do primeiro deslize da temporada, com o empate em Guimarães. Artur Moraes acredita que este resultado “não tem influência nenhuma” no jogo desta quarta-feira, já que este é “um jogo especial, com casa cheia e muito entusiasmo”.

“Cada jogador passou a noite a imaginar aquilo que vai fazer em campo, porque hoje é uma noite especial para qualquer jogador. Quer sejam mais ou menos experientes, todos os jogadores vão entrar com disposição para fazer um grande jogo, porque noites como esta não acontecem todos os dias”, diz, em entrevista à Renascença.

Artur Moraes não antecipa resultados, mas tem confiança de que o Benfica “tem condições para fazer bons resultados” e, mesmo que os resultados não sejam os melhores, isso “não impede” a equipa de estar nos oitavos de final da Liga dos Campeões.

“Vai ser uma luta a três, entre Benfica, PSG e Juventus. Quem conseguir ser mais regular vai levar vantagem e apurar-se para a próxima fase”, avança.

Em 14 jogos com Roger Schmidt, o Benfica ainda não perdeu e venceu treze. A dupla jornada com Paris SG, no grupo H, pode ser o primeiro grande teste do técnico alemão, mas Artur Moraes considera que a equipa “já teve jogos em que a equipa teve de mostrar o seu valor” e esta é uma “noite diferente”.

O antigo jogador das águias vê o Benfica “a crescer”, mas, pelo que está a ver, as ideias do treinador “estão adaptadas ao jogadores”, que parecem “confortáveis” com o que é pedido.

Artur Moraes representou o Benfica entre 2011 e 2015. Esteve em mais de 50 jogos nas competições europeias, 25 deles na Liga dos Campeões, tendo sido ainda titular das águias na final da Liga Europa em 2012/13. Venceu dois campeonatos, duas Taças de Portugal, três Taças da Liga e uma Supertaça.

O Benfica-PSG, da terceira jornada do grupo H da Liga dos Campões, joga-se esta quarta-feira, no Estádio da Luz, a partir das 20h00. O jogo tem relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+