Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Roger Schmidt

"Queremos mostrar que merecemos jogar Champions depois do Natal"

04 out, 2022 - 13:23 • Redação

Roger Schmidt assume que será difícil jogar com o PSG, mas ressalva que num jogo "tudo é possível".

A+ / A-

O treinador do Benfica lidera uma equipa confiante, que quer mostrar, diante do PSG, que tem condições para disputar qualquer jogo na Liga dos Campeões.

As duas vitórias conquistadas nas duas primeiras jornadas da fase de grupos são uma boa alavanca para um Benfica "preparado" para se bater diante do gigante francês.

"Estamos confiantes, vencemos os dois jogos que realizámos e sabemos que podemos passar à fase a eliminar. O jogo não é decisivo, mas depois de duas vitórias só temos mais quatro jogos e estamos numa boa situação. Mas, mesmo assim, será difícil [apurarmo-nos para os oitavos de final]. Temos de mostrar que merecemos jogar Liga dos Campeões depois do Natal", diz Roger Schmidt, em conferência de imprensa.

"Temos de ter uma exibição muito equilibrada. Temos de controlar o jogo, com bola. Temos de mostrar a nossa qualidade nesse aspeto. Será um jogo muito difícil, mas estamos preparados e é este tipo de jogos que queremos disputar", acrescenta.

O treinador alemão salienta, ainda, o momento que o PSG está a atravessar, em que, além da qualidade individual, evidente desde há muitos anos, o Benfica vai encontrar "uma equipa, sobretudo esta época, muito forte coletivamente".

Parar Messi e companhia com a tática como arma

Perante um adversário recheado de jogadores muito fortes nos duelos, Roger Schmidt explica que a fórmula para os parar não passa por defender mais, mas defender melhor.

"Temos sempre de nos ajustar, mediante o adversário. A chave não é ter mais jogadores a defender, mas sim jogar de uma forma inteligente, a nível tático. Temos de ser muito bons na nossa estratégia tática. Temos de nos apoiar muito uns aos outros. Temos de acreditar em nós, porque já mostrámos esta época que podemos atacar e ser muito fiáveis defensivamente. Temos de vencer alguns duelos difíceis, mas também podemos contar com a nossa qualidade tática", sublinha.

"Num jogo apenas, mesmo frente a uma das melhores equipas do mundo, tudo é possível", acrescenta

Esperançado em aproveitar o fator casa, que "dá sempre uma boa hipótese" neste tipo de competições, Roger Schmidt espera que a sua equipa replique a competência que tem apresentado.

O empate em Guimarães, o primeiro jogo em que o Benfica perdeu pontos esta época, não terá qualquer influência na partida desta quarta-feira, refere o treinador.

"É um jogo diferente, não são comparáveis. Não estivemos no nosso melhor com o Vitória, especialmente na criatividade e a criar oportunidades, mas defendemos muito bem. Não concedemos oportunidades e esse é o lado positivo", observa.

O Benfica procura o pleno na fase de grupos da Liga dos Campeões. Depois de vencer Maccabi Haifa e Juventus, segue-se o PSG. O jogo é na quarta-feira, às 20h00. Relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+