Tempo
|
Euranet
Visto de Fora
Begoña Iñiguez e Olivier Bonamici comentam, semanalmente, o país, os portugueses e a Europa. O ponto de vista espanhol e francês para ouvir à sexta-feira às 10h20.
A+ / A-
Arquivo
Visto de Fora - O país visto por dois jornalistas estrangeiros a viver em Portugal - 08/02/2019

Visto de Fora

Brexit: a nobre arte de esticar a corda até não poder mais

08 fev, 2019 • Miguel Coelho , Pedro Caeiro


No plano europeu, fala-se do “Inferno” do Brexit, da crise política entre França e Itália e da posição face à Venezuela. Por cá, o agravamento dos casos de violência doméstica é um dos temas comentados esta semana por Olivier Bonamici e Begoña Iñiguez, que estranham a prevalência deste tipo de crimes num país conhecido pela amabilidade da população.

No plano europeu, fala-se do “Inferno” do Brexit, da crise política entre França e Itália e da posição face à Venezuela. Numa altura em que no Brexit ninguém parece querer ceder, quando faltam 49 dias, tivemos o presidente do Conselho Europeu a dizer que "haverá um lugar no Inferno para quem teve a ideia do Brexit". Olivier Bonamici ainda acredita num acordo entre May e Corbyn a nível interno, mas reconhece que "tudo isto parece um jogo de poker, em que estamos a ver quem faz mais bluff". A ida de Theresa May a Bruxelas esta semana pareceu não ter sido fácil. E, tal como Begoña disse na semana passada, estamos a assistir ao esticar da corda para tentar uma "solução in extremis". A correspondente espanhola acha que vamos chegar aos últimos dias de Março sem um acordo e com tudo por definir. Begoña acha que é "uma novela longe do fim". De resto, as previsões económicas da UE começam a expressar a falta de uma perspectiva certa.

França-Itália em conflito diplomático

Há quem diga que é pior momento que se vive nas relações franco-italianas desde o final da 2ª Guera Mundial, mas Olivier acha bastante exagerado. ´"Entristece-me esta situação que é ridícula". Olivier acha que França tem uma velha mania de dar lições de moral aos outros e agora está a pagar por isso. Ao mesmo tempo que o facto de o Governo de Roma dizer que os franceses devem mudar de Presidente se trata de uma ingerência ridícula. Parecem dois países (que são amigos e peças-chave na UE) com uma birra de meninos. Salvini parece ter aberto a porta a um encontro com Macron e há uma luz ao fundo do túnel, apesar das divergênias em temas como a imigração. Por seu lado, Begoña Iñiguez acha que a situação foi mais grave do que Olivier retrata, uma vez que Di Maio, vice-líder do Governo de Roma, foi reunir-se com o líder dos coletes amarelos em Paris. Para a espanhola, "é procurar uma guerra". E atribui o facto de haver "ânimos exaltados" não só no seu país, mas nos outros também (incluindo Portugal), à proximidade das eleições europeias.

Portugal: violência doméstica, enfermeiros e trotinetas...

O agravamento dos casos de violência doméstica é um dos temas comentados esta semana por Olivier Bonamici e Begoña Iñiguez, que estranham a prevalência deste tipo de crimes num país conhecido pela amabilidade da população.

O conflito entre os enfermeiros e o Governo, que levou à requisição civil, é outro dos assuntos deste “Visto de Fora”.

E numa altura em que Lisboa foi invadida por trotinetas eléctricas, Olivier e Begoña dão testemunho dos problemas criados em Paris, Madrid ou Barcelona.

Este conteúdo é feito no âmbito da parceria Renascença/Euranet Plus – Rede Europeia de Rádios. Veja todos os conteúdos Renascença/Euranet Plus

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.