Tempo
|
Henrique Monteiro n´As Três da Manhã
Segundas e sextas-feiras, às 9h20, n'As Três da Manhã
A+ / A-
Arquivo
“Não gostava que as minhas filhas aprendessem isto” - Henrique Monteiro
“Não gostava que as minhas filhas aprendessem isto” - Henrique Monteiro

Henrique Monteiro

Cidadania e Desenvolvimento. “Não gostava que as minhas filhas aprendessem isto”

05 jul, 2021 • Marta Grosso


Henrique Monteiro mostra-se muito crítico do conteúdo da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento e apoia os pais que não quiseram que os seus filhos a frequentassem.

O comentador d’As Três da Manhã recorre à Constituição para dar razão aos pais de Famalicão que acusam o Ministério da Educação de “bullying e perseguição”. E diz que o conteúdo da disciplina no que toca à igualdade de género “leva a parvoíces”.

Henrique Monteiro lembra que o Tribunal Constitucional já se pronunciou sobre o caso, referindo a necessidade de esta matéria ter de ir ao Parlamento – “porque se trata de direitos, liberdades e garantias” – e que outros tribunais “deram razão aos pais”.

“Houve uma arrogância do Ministério da Educação, ou alguém de Braga, que é algo inaudito. Eles, ainda por cima, são alunos de 17 ou 18 nas outras disciplinas, não são os faltosos habituais”, critica o comentador, garantindo que não gostava que nenhuma das suas filhas aprendesse aquela matéria.

“Não percebo porque é que esta ideologia em que é preciso ter mais fé do que ser católico pode ser imposta às crianças”, diz.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Isabel
    09 jul, 2021 Setúbal 07:57
    E aproveito para esclarecer os leitores que deixaram comentários a relativizar e a considerar absurdo o tema da igualdade de género. Pois é... Temos diferenças biológicas ao nível do sexo. O género é um construto social que inclui o tipo de comportamento e de papeis que a sociedade espera de cada um dos géneros. Pois bem...A ideia da igualdade de género remete para questões tão básicas como a não discriminação
  • Isabel
    09 jul, 2021 Setúbal 07:40
    Fui pesquisar o programa da disciplina em questão para tentar perceber a razão da polémica: 1.º Grupo - Obrigatório para todos os níveis e ciclos de escolaridade (porque se trata de áreas transversais e longitudinais)  Direitos Humanos  Igualdade de Género  Interculturalidade  Desenvolvimento Sustentável  Educação Ambiental  Saúde 2.º Grupo – Trabalhado, pelo menos, em dois ciclos do ensino básico  Sexualidade  Media  Instituições e participação democrática  Literacia financeira e educação para o consumo  Segurança rodoviária  Risco 3.º Grupo - Com aplicação opcional em qualquer ano de escolaridade  Empreendedorismo  Mundo do Trabalho  Segurança, Defesa e Paz  Bem-estar animal  Voluntariado  Outras, de acordo com as necessidades de educação para a cidadania diagnosticadas pela escola Qual é a questão? A velha sexualidade? O demónio de sempre? Pois bem... A ignorância não é um contracetivo nem previne DST.
  • André
    08 jul, 2021 Viena 15:29
    As pessoas esperneiam, mas a roda da história anda para a frente. Queixam-se sem saber do que se trata a disciplina, supondo, talvez, tratar-se de doutrinação, e não de um chamado à reflexão sobre mudanças, a importância de entender e respeitar diferenças, etc. Pena. Antes usassem seu tempo para conversar mais com os filhos.
  • Sus
    07 jul, 2021 Famalicao 21:17
    Eu acho adorável que os pais possam "assinar o papelinnho " para as criancinhas com 5 negas passarem de ano, mas estes desgraçados que tem notas excelentes têm de ficar retidos..
  • António Vitor
    06 jul, 2021 loures 17:44
    As diferenças homem e mulher são construções sociais. não são reais... dizem eles... hahahhahahhahaha pera respirar fundo hahahahahhaha
  • Carlos Garcez
    06 jul, 2021 Lisboa 11:04
    Ainda não percebi essa coisa da igualdade de género….Então se a mulher e o homem têm anatomias diferentes, psicologias diferentes, fisiologias diferentes, capacidades diferentes, tal como chave e a fechadura….por que dizem que é tudo igual? E a função da mulher e do homem na família são ou não diferentes? Gostava de ver o homem trocar com a mulher as tarefas em casa!
  • Maria Oliveira
    05 jul, 2021 Lisboa 21:16
    A atitude da escola e do Ministério da Educação é deplorável. Os pais têm o direito de recusar a presença dos filhos nessa disciplina, cujo conteúdo é um absurdo. Aliás, totalmente inapropriado na idade destas crianças. Este regime está a tornar-se perigosamente totalitário. Há uma escalada que não parará se continuarmos, passivamente, sem reacção.