Emissão Renascença | Ouvir Online
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Agricultores protestam e cortam estradas em Portugal. Porquê?
Ouça aqui o Explicador Renascença

​Explicador Renascença

Agricultores protestam e cortam estradas em Portugal. Porquê?

01 fev, 2024 • Fátima Casanova


Arrancou esta quinta-feira um protesto dos agricultores portugueses em vários pontos do país, à semelhante do que aconteceu noutros países europeus.

O protesto dos agricultores em vários pontos do país é o tema do Explicador Renascença desta quinta-feira.

Os agricultores querem que o seu trabalho seja mais valorizado e estão a bloquear várias estradas.

Afinal, o que se passa neste setor da economia? Quais são as queixas dos agricultores?

Há uma série de problemas para os quais os agricultores têm vindo a alertar o Governo e agora, a reboque dos colegas europeus, resolveram protestar, porque dizem que precisam de mais apoios e que não conseguem fazer face às despesas, por causa de vários problemas que se arrastam há muitos meses, desde logo a seca.

Ainda há poucos dias, o Governo anunciou um corte de 15% no abastecimento de água aos agricultores do Algarve, por causa da seca. E cortando-se a água para rega, corta-se na produção de muita fruta, desde logo da laranja.

Quais são os outros problemas?

O impacto da inflação, que todos os portugueses sentem na carteira. No ano passado ficou-se pelos 4,3%, mas em 2022 chegou quase aos 8%.

Outro problema é a subida do preço das rações, pesticidas e adubos. Soma-se o aumento do preço dos combustíveis e da energia em geral, na sequência da invasão da Ucrânia pela Rússia.

E também por causa desta guerra, a Europa isentou de direitos aduaneiros os produtos ucranianos que passaram a invadir o espaço europeu.

E há ainda as questões em matéria de proteção ambiental com uma regulamentação, que os agricultores consideram excessiva, e depois vêm os produtos de países extracomunitários que chegam aqui mais baratos.

Os agricultores foram apanhados numa espécie de “tempestade perfeita”, que fez aumentar em muito os custos de produção, mas ao mesmo tempo Bruxelas tenta seguir à risca as regras acordadas no âmbito da Política Agrícola Comum (PAC), que os agricultores contestam.

Como está a situação no resto da Europa, nomeadamente em Bruxelas?

A capital belga concentrou esta quinta-feira as atenções tendo em conta que houve uma reunião extraordinária dos chefes de Estado e de governo sobre a Ucrânia.

Apesar da agricultura não estar na agenda, os agricultores quiseram fazer-se ouvir e dezenas de tratores estacionaram frente ao parlamento europeu, onde os manifestantes atearam alguns incêndios, lançaram petardos e ovos à polícia.

Mas para além da Bélgica, há protestos numa série de outros países incluindo Itália, Alemanha, Países Baixos e França. Todos criticam as regras que a Comissão Europeia está a impor.

E como é que Bruxelas está a responder?

Para já, propôs a revogação da regra que obriga os agricultores a manterem parte das terras aráveis, em pousio durante todo este ano. Esta era uma das reivindicações.

Ao mesmo tempo introduziu salvaguardas aos benefícios comerciais dados à Ucrânia e a presidente da Comissão Europeia promete também reduzir a burocracia, que é também uma queixa dos agricultores.

Quanto aos protestos em Portugal, há ainda muitas estradas cortadas e quando termina o protesto?

Não tem data prevista para terminar. É por tempo indeterminado. Esta quinta-feira à tarde, e num balanço feito pela GNR, havia 15 cortes, a grande maioria junto à fronteira entre os quais duas autoestradas: a A25 e a A6, junto a Espanha.

Quanto vamos poupar em IRS?
Como é que os bancos cobraram oito milhões de euros indevidos a clientes em 2023?
Fatura da luz pode aumentar. Porquê?
Atenção à fraude nas transferências bancárias. O que está a acontecer?
Relação esvaziou Operação Influencer?
Por que é que a adesão à estabilização de encargos com a compra da casa foi mais baixa que o estimado?
Porque há um valor mínimo para receber reembolso do IRS?
O que é que acontece se um clube não cumprir o fair-play financeiro da UEFA?
Afinal, qual é o valor da redução de IRS prevista pelo atual Governo?
Qual o impacto do Programa de Governo na sua carteira?
O novo Governo traz novidades no setor da habitação. O que muda?
Bispos aprovam indemnizações às vítimas de abuso. Mas quando e a quem podem pedir?
Como vai funcionar o suplemento remunerativo solidário, uma das novidades do programa do Governo?
Afinal o que diz o programa do Governo?
ADSE atualizou preços, mas não avisou beneficiários. O que muda?
Hospitais obrigados a permitir acompanhamento de idosos?
As avaliações nas escolas vão ou não ser feitas em modo digital?
Febre do eclipse solar. O que se vai passar na América?
Israel estará prestes a aceitar um cessar-fogo em Gaza. Quais são as condições?
Secretária de Estado recebeu indemnização da CP. O que sabemos?
Livro Verde da Segurança Social propõe fim da reforma aos 57 anos. Que proposta é esta?
Houve ilegalidade no caso das gémeas?
PSD pode continuar a governar mesmo que o Orçamento do Estado seja chumbado?
Estamos a consumir mais droga e álcool em Portugal?
Qual foi o desafio de Montenegro aos partidos para combater a corrupção?
Novo Governo toma posse esta terça-feira. E depois?
Reembolsos do IRS podem ser menores este ano?
O que causou os constrangimentos nas urgências de obstetrícia este fim de semana?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.