Tempo
|
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Israel está a ser acusado de crimes de guerra. Porquê?

Explicador Renascença

Israel está a ser acusado de crimes de guerra. Porquê?

02 nov, 2023 • Sérgio Costa


O tribunal tem vindo a investigar territórios palestinos ocupados desde 2021, olhando para possíveis crimes de guerra e contra a humanidade cometidos na região.

O estado de Israel está a ser acusado de crimes de guerra. A Renascença esclarece porquê.

O que é considerado um crime de guerra?

Um crime de guerra ocorre quando há violação do direito internacional, sobretudo casos de violação dos direitos humanos.

Há uma lista de crimes de guerra, a saber: utilizar gás venenoso, lançar ataques propositadamente contra civis, privar prisioneiros de guerra de um julgamento justo, torturar prisioneiros de guerra e fazer reféns entre a população civil.

Como e quando foram definidos os crimes de guerra?

A Convenção de Genebra instituiu a classificação de crimes de guerra e o desrespeito pela convenção é igualmente considerado como crime de guerra.

Olhando para o que se passa no Médio Oriente, com o ataque israelita a campos de refugiados, podemos estar perante um crime de guerra?

Para já há uma suspeita. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos afirmou que os bombardeamentos de Israel contra o campo de refugiados palestinianos de Jabaliya, na Faixa de Gaza, "podem constituir crimes de guerra".

Se há um ataque a um campo de refugiados está em causa a vida de civis. Israel defende-se dizendo que os campos de refugiados são também base e esconderijo de militantes terroristas. A partir daqui só uma investigação pode apurar se há ou não crime de guerra.

Como se investiga um crime de guerra?

Há várias possibilidades. O Tribunal Penal Internacional (TPI) pode avançar com um inquérito aprovado pelos juízes, mas é mais rápido se um dos Estados-membros solicitar a abertura de uma investigação ao procurador-geral.

Se algum estado membro do TPI solicitar uma investigação a Israel, o processo vai ser mais rápido.

A partir daí, especialistas do Tribunal recolhem testemunhos, incluindo investigação no terreno - uma tarefa difícil enquanto o conflito permanecer.

E o Tribunal Penal Internacional pode julgar qualquer Estado?

Em princípio, o TPI pode acusar indivíduos responsáveis por crimes de guerra e crime de agressão dos seus 123 Estados-membros, sempre que os tribunais nacionais não queiram ou não possam fazê-lo.

Israel não faz parte do TPI, nem a Rússia e Ucrânia. Neste caso, à partida, o Tribunal não teria competência para investigar crimes de guerra no conflito da Ucrânia.

No entanto, a Ucrânia assinou, em 2014, uma declaração a dar ao tribunal jurisdição para alegados crimes graves cometidos no seu território a partir dessa data, independente da nacionalidade dos autores desses crimes.

É com base nessa autorização que o TPI já lançou o seu inquérito e tem investigadores no terreno desde o início de março.

Por que é que médicos de urgências deixam de passar atestados a doentes com pulseira verde e azul?
Urgências vão começar a passar baixas? Saiba o que muda
"Autobaixas" estão em alta. Está tudo a ficar doente?
O segundo ciclo deve continuar ou acabar?
A Europa está a preparar-se para entrar em guerra com a Rússia?
Como funciona o voto antecipado?
Como é que devo validar as minhas faturas?
Como evitar burlas no arrendamento de casas?
O que é que causou o incêndio que consumiu prédio em Valência?
Quais são os problemas no atendimento ao cidadão?
Quem vai estar dispensado de preencher o IRS?
Por que é que o sarampo se está a propagar rapidamente?
Julian Assange vai ser extraditado para os EUA?
Protesto dos polícias no Capitólio foi autorizado?
Missão militar europeia no Mar Vermelho. Quais são os meios e os objetivos?
O que é que fez o endividamento das famílias quadruplicar desde 2015?
Morreu Alexei Navalny. O que se sabe até agora?
Julgamento de suspeito do rapto de Maddie McCann está relacionado com o caso?
Madeira. O que é que vai acontecer agora que os três detidos foram libertados?
Já é possível ter o cartão de cidadão e a carta de condução no telemóvel. Como é que funciona?
Vai ser possível consultar online as declarações de rendimentos e património dos políticos. Que plataforma é esta?
A Meta vai limitar o acesso a sugestões de conteúdo político nas redes sociais. O que é que isto significa?
Presencial, correspondência ou antecipado. Como votar nas eleições legislativas?
Por que é que as televisões recusaram debates com Nuno Melo a representar a AD?
Abandono escolar aumenta em Portugal. Porquê?
Por que é que há bancos a bloquear as contas dos clientes?
Baixas médicas e fim de grupo operacional. O que se passa na PSP?
A PSP está a investigar a própria PSP por suspeitas de fraude?
Quem é o pirata português procurado nos EUA?
Existe uma relação contratual entre um estafeta e a Uber Eats?
Dengue deixa Rio de Janeiro em estado de emergência. A culpa é do mosquito?
Os protestos dos polícias podem impedir as eleições legislativas?
O que sabemos da manifestação anti-Islão?
Cessar-fogo à vista. Aproxima-se o fim da guerra entre Israel e Hamas?
Agricultores protestam e cortam estradas em Portugal. Porquê?
Telecomunicações mais caras. Por que é que os preços voltam a aumentar?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.