Tempo
|
Euranet
Europa para que te quero?
Todas as segundas-feiras, depois das 13h, o correspondente da Renascença em Bruxelas, Vasco Gandra, explica que consequências têm na vida dos cidadãos as decisões tomadas pela Comissão Europeia.
A+ / A-
Arquivo
Europa para que te quero (11/10/2021)
Europa para que te quero (11/10/2021)

Europa para que te quero

Para que serve a política energética da UE?

11 out, 2021


A política energética da União é fundamental para alcançar as metas europeias no combate às alterações climáticas. Tem sido aliás um elemento determinante desde o início da construção europeia.

O bloco comunitário é um dos principais consumidores de energia tendo em conta a população e as necessidades económicas, industriais e dos transportes... mas os 27 dependem muito do exterior importando grande parte: cerca de 58% do que consomem por exemplo do Médio Oriente ou da Rússia.

Para garantir um abastecimento fiável de energia e manter os preços acessíveis, a União Europeia estabeleceu o objetivo de criar um mercado da energia mais integrado e competitivo - é a chamada União Europeia da Energia.

Pretende-se assim utilizar mais eficazmente as fontes de energia existentes no espaço comunitário e diversificar as fontes de abastecimento, apostando por exemplo nas renováveis que já representam mais de um terço do consumo final em países como Portugal ou a Dinamarca.

Mas há Estados-membros que estão muito dependentes de uma só fonte ou de uma rota internacional de abastecimento, por vezes instável. Para ajudar a prevenir falhas no fornecimento, a União Europeia tem medidas que a preparam para situações de emergência no setor do gás ou da eletricidade. Também financia projetos de interesse comum para diversificar as rotas.

Com o objetivo de completar o mercado interno, a Europa deve igualmente reduzir os entraves técnicos e regulamentares para que a energia possa circular mais facilmente entre os 27, baixando assim os preços. Nesse sentido, pretende também fomentar a ligação de infraestruturas para transportar energia entre Estados-membros, por exemplo entre Portugal, Espanha e França.

Face à actual escalada dos preços da electricidade, vários países como Espanha consideram necessário ir mais longe: pedem uma resposta europeia com compras conjuntas de gás, à semelhança da aquisição conjunta de vacinas contra a Covid, e a revisão do sistema de fixação de preços no mercado da eletricidade.

Este conteúdo é feito no âmbito da parceria Renascença/Euranet Plus – Rede Europeia de Rádios. Veja todos os conteúdos Renascença/Euranet Plus
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.