Tempo
|
Dar voz às causas
A caminho da Jornada Mundial da Juventude, uma rubrica e um podcast da Renascença em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa para conhecer o trabalho desenvolvido pela SCML junto das instituições e dos jovens que apoia.
A+ / A-
Arquivo
Ep.5. Valor T. A prova de que é possível encontrar talento na diferença

Dar Voz às Causas

Valor T. A prova de que é possível encontrar talento na diferença

30 jun, 2023 • Diogo Camilo , Filipa Ribeiro


Ricardo Monis tem 95% de incapacidade. Antes de conhecer o projeto da Santa Casa nunca tinha sido chamado para uma entrevista. João Jantarada tem paralisia cerebral e tem o objetivo de tirar um doutoramento em Física. Antes da Valor T nunca tinha conseguido oportunidades de emprego.

A procura por um emprego é difícil, mas mais difícil é encontrar um emprego com incapacidades físicas. Para criar oportunidades para todos e combater este estigma, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa criou a Valor T, uma agência de empregabilidade com deficiência.

O podcast Dar Voz às Causas da Renascença foi conhecer dois jovens que entraram no mundo do trabalho graças à Valor T. Ricardo Monis tem 95% de incapacidade, está a escrever o segundo livro e é uma estrela nas redes sociais. Antes de conhecer o projeto da Santa Casa nunca tinha sido chamado para uma entrevista, agora trabalha numa multinacional.

João Jantarada tem paralisia cerebral tem o objetivo de tirar um doutoramento em Física e não perde uma final da Eurovisão. Antes da Valor T nunca tinha conseguido oportunidades de emprego, hoje trabalha na sede da Caixa Geral de Depósitos.

Esta quinta-feira, em entrevista com Paulino Coelho, a diretora, Vanda Nunes, defendeu que a agência "trata cada pessoa como uma pessoa" e que cerca de 250 pessoas já encontraram emprego graças à Valor T.

Existem mais de 1.600 pessoas registadas no Valor T, que são acompanhadas por técnicos para encontrar uma oportunidade nas cerca de 180 empresas com quem têm parceria.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.