Tempo
|
48k
Rubrica sobre tecnologia com a jornalista Cristina Nascimento para ouvir quarta-feira às 21h40 e sábado às 7h40.
A+ / A-
Arquivo
48k - Certificado Covid sempre à mão - 14/07/2021
48k - Certificado Covid sempre à mão - 14/07/2021

48k

Certificado Covid no telemóvel. Saiba como funciona a app SNS 24

14 jul, 2021 • Cristina Nascimento , André Peralta (sonorização)


Em poucos minutos e sem dificuldades, a aplicação fica disponível no seu telemóvel, pronta a ser exibida a quem o solicitar.

Já que andamos com o telemóvel para todo o lado, ter o certificado digital no telefone é o mais certo para não sermos apanhados desprevenidos. E o que precisa de fazer? Muito pouco.

Tem que descarregar a aplicação SNS 24 (não se esqueça de verificar que é a app desenvolvida plos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde), disponível quer na App Store (para ios), quer na Play Store (para androids).

Uma vez descarregada tem de ter à mão o número de utente do Serviço Nacional de Saúde (SNS) ou, em alternativa, a Chave Móvel Digital.

Depois, aceita os termos de utilização, insere a sua data de nascimento e o número de telemóvel. Recebe por SMS um código com seis algarismos que deve ser inserido quando solicitado.

A aplicação ainda vai pedir que defina um código para introduzir de cada vez que entra na app, uma medida de segurança, para que ninguém a não ser o utilizador entre no SNS 24.

Tudo isto leva poucos minutos a fazer e a partir desse momento, sempre que alguém lhe pedir o certificado digital, é só abrir a aplicação. Terá de indicar qual é o tipo de certificado que quer mostrar – se o de vacinado, recuperado da Covid ou portador de um teste negativo.

A aplicação vai muito além das coisas Covid. Tem, por exemplo, acesso ao seu boletim de vacinas eletrónico, tem o registo de receitas eletrónicas e até pode pedir a renovação de receituário habitual.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ana Lago
    15 jul, 2021 Caldas da Rainha 11:50
    Ótima evolução. Tudo que vier para facilitar é bom. Pena que continue sem médico de família há mais de 1 ano porque o meu se reformou e que nesse aspecto não veja evolução...