Tempo
|

A+ / A-

Apoio Renascença

Anjos na Terra: um filme sobre fazer a diferença

Ana Marta Domingues


Baseado na incrível história verídica de uma mulher que, sozinha, move uma comunidade para ajudar uma família. O filme, com Hillary Swank no papel principal, estreia com a Renascença nesta Páscoa.

Dos criadores de O Nosso Milagre, Anjos na Terra (Ordinary Angels), chega ao cinema a 28 de março.

O filme conta nos principais papéis com a vencedora de dois óscares Hillary Swank e o ator Alan Ritchson.

Baseado numa história verídica, Anjos na Terra é um filme comovente sobre o poder da solidariedade e a forma como as escolhas individuais podem mover multidões, valer a quem mais precisa e ajudar a salvar vidas.

Realizado por Jon Gunn, o filme baseia-se em acontecimentos que tiveram lugar nos Estados Unidos durante a histórica vaga de frio de janeiro de 1994. Em Anjos na Terra, Hilary Swank, Alan Ritchson, Emily Mitchell, Nancy Travis e Tamala Jones trazem para o grande écran a história verdadeira de Sharon Stevens, uma cabeleireira de Louisville, Kentucky, que moveu toda a sua comunidade para ajudar uma família.

No meio de uma tempestade de neve, Sharon conseguiu reunir esforços para que fosse feito o transplante de fígado que salvou a vida de uma menina de 5 anos. A criança, filha de um viúvo (Ed Schmitt) com poucas possibilidades financeiras, nunca teria sobrevivido sem a ajuda de todos. O filme mostra como, em tempo de crise, atos extraordinários de bondade e coragem podem derrubar obstáculos aparentemente insuperáveis.

É um filme imperdível com apoio Renascença. Veja aqui o trailer:

Ficha Técnica:

Ano: 2024

Título Original: Ordinary Angels

Elenco: Hilary Swank, Alan Ritchson, Emily Mitchell, Nancy Travis e Tamala Jones

Direcção: Jon Gunn

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.